3 foguetes foram disparados do Líbano, em direção a cidade de Kiryat Shmona

3 foguetes foram disparados as 12:15 desta quarta-feira do Líbano para a Galiléia – dois deles caíram em território israelense e um em território libanês. Como resultado de uma das quedas, um incêndio começou na área de Kiryat Shmona e os residentes da Galiléia ouviram os ecos das explosões. Os serviços de emergência relataram que haviam quatro vítimas de ataque de pânico.

Em resposta aos disparos, as forças de artilharia da FDI atacaram o território libanês. O Ministro da Defesa Bnei Gantz e o Chefe do Estado-Maior, Aviv Kochavi, estão conversando com os principais oficiais de segurança após os disparos e discutindo a possibilidade de uma resposta mais dura pelo exército de Israel.

O ministério de defesa estima que os responsáveis ​​pelos disparos sejam novamente facções palestinas no sul do Líbano, semelhante a outros casos de disparos no país nas últimas semanas. O canal Al-Manar do Hezbollah informou que seis projéteis foram disparados em uma área aberta na planície de al-Khiam – e então os disparos das FDI contra o Líbano cessaram. O Líbano confirmou que realmente houve contra ataque do exército de Israel.

O primeiro-ministro Naftali Bennett e o ministro da Defesa Bnei Gantz estavam no Knesset no momento dos disparos e Bennett recebeu um telefonema no qual foi informado sobre o que estava acontecendo.

O chefe do Colégio Acadêmico Tel Hai, Eli Cohen, disse que os disparos pegaram os os alunos de surpresa durante uma prova “…todos reagiram bem. Não havia a sensação de que algo assim iria acontecer, mas isso não é surpreendente. O fato de termos anos relativamente calmos não o tornou incomum. Estamos constantemente recebendo lembretes do que temos do norte – e este é um deles. Sabemos conviver com isso. ”.

Os alarmes no norte foram ouvidos às 12h15 em Kiryat Shmona, Kfar Giladi e Tel Hai. Os residentes foram chamados a permanecer nas áreas protegidas e, cerca de meia hora depois, o porta-voz do IDF disse que “nesta fase, não há instruções especiais em comunidades próximas à fronteira com o Líbano”.

Leia mais:

Em uma transmissão especial, o prefeito disse: “Estamos acostumados a tanta tensão, como uma cidade na fronteira. Desta vez, ela nos pegou sem aviso e com total surpresa. Posso tranquilizar e dizer que estamos preparados para qualquer cenário , mas não pense que estamos em uma frente de combate. Kiryat Shmona vai superar isso. “

Este é o quinto disparo do Líbano ao norte nos últimos meses – três vezes durante a Operação Wall Guard, e a última vez há duas semanas, quando dois foguetes foram disparados do Líbano contra a área. Ninguém ficou ferido. De acordo com as estimativas do FDI na época, grupos terroristas palestinos no Líbano foram responsáveis ​​pelo disparo dos foguetes.

David Elmescany

2 thoughts on “3 foguetes foram disparados do Líbano, em direção a cidade de Kiryat Shmona

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Next Post

A Guiné registrou o primeiro caso da doença provocada pelo vírus de Marburgo

ter ago 10 , 2021
A Guiné registrou o primeiro caso da doença provocada pelo vírus de Marburgo, altamente infeccioso e que provoca febre hemorrágica, anunciou nesta segunda-feira a Organização Mundial de Saúde (OMS). O caso também é o primeiro registrado no oeste da África. A OMS considera alta a ameaça nos níveis nacional e […]