A falta de sistemas de oxigenação em Israel é grave

O Ministério da Saúde alertou na segunda-feira que o número crescente de pacientes com COVID-19 nos hospitais está começando a exceder os sistemas de Oxigenação por Membrana Extracorpórea (ECMO), disponíveis para fornecer suporte cardíaco e respiratório prolongado a pacientes em estado crítico.

A ECMO é um equipamento de ventilação mecânica que permite a função respiratória e a limpeza do sangue, enquanto os pulmões permanecem menos ativos.

Fontes do Ministério alertaram que, se o problema continuar a aumentar, eles serão forçados a priorizar alguns pacientes em detrimento de outros.

Booking.com
O pessoal médico opera uma máquina ECMO no Shaare Zedek Medical Center, Jerusalém.

“Ainda não chegamos a esse ponto, mas a situação pode acontecer. Nunca pensamos que teríamos que tratar mais de 40 pacientes com ECMO ao mesmo tempo, mas aqui estamos nós, chegando ao nosso limite”, disse uma fonte do Ministério.

Segundo autoridades de saúde, na semana passada 41 pacientes com coronavírus em estado grave foram conectados ao sistema ECMO. E embora existam cerca de 70 máquinas desse tipo em Israel, o verdadeiro problema reside no fato de que cada uma requer duas enfermeiras, um técnico dedicado e um médico para operar, o que leva a um sério déficit de trabalho.

Leia mais: 

Outro problema é a quantidade de máquinas disponíveis em hospitais de grande porte em comparação com os menores e aqueles que estão longe do centro do país. Por exemplo, o Rabin Medical Center, em Petah Tikva, tem 11 máquinas, enquanto o Kaplan Hospital, em Rehovot, tem apenas duas. Por sua vez, o Centro Médico Ziv (Safed), o Hospital Público Assuta (Ashdod) e o Centro Médico da Galiléia (Nahariya) não têm nenhum.

Em Israel, existem um total de 70 sistemas de Oxigenação por Membrana Extracorpórea (ECMO).

Recentemente, um paciente em estado crítico foi transferido para o Hospital Ichilov, em Tel Aviv, devido à falta de máquinas de ECMO no norte de Israel. “Como poderá vir a ter 2.000 pacientes em estado grave, o número de pessoas que podemos conectar à ECMO diminuirá”, disse um alto funcionário do Ministério da Saúde.

“É por isso que teremos que considerar quem tem maior probabilidade de sobreviver. É triste, mas é a situação em que nos encontramos. Se o nível de infecção aumentar, talvez seja necessário incorporar comitês de ética”, acrescentou.

David Elmescany

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Next Post

Israel começou a vacinar palestinos com autorização de trabalho

qui fev 11 , 2021
A Magen David Adom, serviço nacional de emergência (hospitalar) de Israel, lançou uma campanha de vacinação na quarta-feira para trabalhadores palestinos que têm autorizações de trabalho válidas. O programa de vacinação MDA inclui todos os trabalhadores palestinos que podem entrar e trabalhar em Israel, já que por enquanto a Autoridade […]