Árabes e judeus celebram Hanukkah juntos no Muro das Lamentações

Na noite desta segunda-feira, uma delegação formada por membros dos Emirados Árabes Unidos e do Bahrein participou do acendimento da menorá central no Muro das Lamentações, em Jerusalém.

O rabino-chefe do local sagrado, Shmuel Rabinovitch, descreveu a cerimônia como um “milagre de Hanukkah”.

Muro das lamentações

O grupo de visitantes, formado por ativistas sociais e líderes de opinião dos países do Golfo, foi recebido por Rabinovitch, que se maravilhou com o fato de poderem comemorar o feriado no estado judeu: “Quem teria acreditado que a paz viria? para nossa casa de uma forma tão magnífica? ”

No domingo, o presidente Reuven Rivlin recebeu a delegação em sua residência em Jerusalém. “A paz é feita entre povos e nações”, disse ele, e acrescentou: “A vossa visita aqui é mais um passo no caminho para a construção de relações calorosas entre os nossos países; Desejo-lhe uma boa estadia ”.

Leia mais: Belém ilumina sua árvore de Natal sem público

Booking.com

Por sua vez, o Dr. Majid a-Sarah, professor da Universidade de Dubai e um dos integrantes da delegação, exclamou: “Visitar Israel pela primeira vez é um acontecimento histórico; é um excelente exemplo de tolerância. Esta é uma nova era de paz e estabilidade entre os povos ”.

Muro das lamentações
Reuven Rivlin, presidente de Israel, com a delegação árabe.

Mashaal a-Shamri do Bahrein acrescentou: “Como uma mulher do Bahrein, é uma grande honra estar em Jerusalém e encontrar o presidente Rivlin. Vemos Israel como um lugar de paz, sucesso e convivência ”.

A visita acontece depois que o Marrocos anunciou na quinta-feira que normalizaria os laços com Israel , após uma série de reaproximações históricas entre o Estado judeu e o mundo árabe.

Em meados de setembro, os Emirados Árabes Unidos e o Bahrein assinaram a paz com Israel e, um mês depois, o Sudão anunciou que formalizaria o vínculo com Jerusalém.

Inscreva-se em nosso canal no YOUTUBE e fique por dentro de tudo que acontece em Israel!

2 comentários em “Árabes e judeus celebram Hanukkah juntos no Muro das Lamentações”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.