Bennett quer que Israel receba 500.000 imigrantes judeus na próxima década

O primeiro-ministro de Israel Naftali Bennett disse no domingo que a meta de Israel para a próxima década é trazer meio milhão de imigrantes judeus dos Estados Unidos, América do Sul e França.

imigrantes judeus
Imigrantes judeus do Canadá chegam ao aeroporto Ben Gurion.
 (Yonit Schiller)

“É duvidoso que haja questões mais importantes para o nosso futuro e a essência de Israel e da sociedade israelense do que a questão da imigração judaica”, disse ele durante seu discurso de abertura em uma conferência que iniciou a Semana de Imigração e Absorção, organizada pela Ynet.

“Desde a sua fundação até hoje, a imigração judaica moldou a sociedade israelense e criou um mosaico único, diferente de qualquer outro lugar do mundo”, disse o primeiro-ministro.

Booking.com

Bennett se referiu à sua proximidade pessoal com o assunto, sendo filho de judeus americanos que emigraram para Israel. “A imigração para Israel moldou minha vida. Meus pais, James Bennett e Myrna, cresceram em São Francisco e emigraram para Israel após a Guerra dos Seis Dias, tomaram a decisão mais importante da minha vida e da minha identidade judaica. Ao longo dos anos, entendi que, se meus pais não tivessem vindo aqui, duvido que o judaísmo tivesse desempenhado um papel tão central na minha vida.”

imigrantes judeus
O primeiro-ministro Naftali Bennett com sua mãe Myrna depois de receber sua vacina contra o coronavírus.
(GPO)

“Somos todos irmãos”, acrescentou Bennett. “Racismo e antissemitismo proliferam em todo o mundo. Eles nos lembram que Israel é o lar de todos os judeus. Mesmo que você não more aqui, esta é a sua casa. Devemos fortalecer nossa coesão como nação e também incentivar tantas pessoas boas a dar o passo e viver aqui conosco em Israel. Além de tudo, a vida aqui é maravilhosa”, disse ele.

Leia mais:

A localização da Arca de Noé finalmente foi comprovada

David Elmescany

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Next Post

Uma religião para governar todas? Início da nova ordem mundial?

qui out 14 , 2021
O marco cultural na capital dos Emirados Árabes Unidos, que inclui uma sinagoga, uma igreja e uma mesquita, pretende ser um farol de compreensão e coexistência pacífica, inspirado no Documento sobre Fraternidade Humana. A nova ordem mundial: A sede da One World Religion será inaugurada em 2022. A sede se chamará The Abrahamic […]