Falam agora que o Calendário Maia na verdade apontava para 2020.

Calendário Maia

Oito anos após a data sombria de 21 de dezembro de 2012, pela qual o Calendário Maia “prometia” o Apocalipse, o medo das expectativas do fim do mundo reviveu novamente. E o problema, como se viu, está nos calendários, de acordo com o site Express.

Hoje, o Calendário Gregoriano é de forma geral utilizado no mundo todo. Ele foi introduzido pelo Papa Gregório XIII nos países católicos em 4 de outubro de 1582 para substituir o antigo Calendário Juliano. A diferença entre os calendários era de 11 dias, após a remoção dos quais, refletia com mais precisão o tempo que a Terra leva para girar em torno do Sol.

No entanto, nem todo mundo gostou dessa ideia e em muitos países europeus, em particular na Grã-Bretanha (Londres), houve tumultos com a exigência de devolver os ’11 dias roubados’.

Estes dias foram de fato roubados. Além disso, o calendário continua roubando dias todos os anos.

O número de dias perdidos em um ano devido à mudança para o calendário gregoriano é de 11 dias. Por 268 anos, usando o calendário gregoriano (1752–2020) vezes 11 dias = 2948 dias. 2948 dias/365 dias (por ano) = oito anos.

O post dele não é único. Outra pessoa envolvida no tópico escreveu:

Booking.com

Quando o mundo mudou para o Calendário Gregoriano nos anos 1700, perdemos cerca de oito anos em tradução. Então tecnicamente sim, agora é 2012.

Há oito anos, os medos do dia do julgamento final foram desencadeados pela falsa suposição de que o Calendário Maia previa o fim do mundo em 21 de dezembro de 2012. Essa data foi considerada a data final do ciclo de 5126 anos no calendário mesoamericano, traduzido pelos cientistas no Calendário Gregoriano geralmente aceito. Mas se o Calendário Gregoriano considera os dias incorretos, a tradução da data maia perde todo o significado.

Siga Viva Israel no Instagram e facebook

O Calendário Etíope é proposto, usado pelas igrejas da Etiópia e da Eritreia. Este é baseado no Calendário Copta, que, por sua vez, é baseado no Calendário Egípcio.

Hoje, a diferença entre os calendários Etíope e Gregoriano é de 8 anos. A contagem de anos no Calendário Etíope começa em 29 de agosto de 8 d.C. Assim, entramos no novo milênio neste calendário em 29 de agosto de 2008 e agora estamos no ano de 2012, por assim dizer.

Os pesquisadores desta data oferecem todos os tipos de explicações astronômicas e geológicas, bem como fórmulas numerológicas que mostram diferentes cenários do fim do mundo, bem como a data de sua implementação.

De acordo com esses dados, espera-se:

  • A vinda de Deus. Ele compartilhará seu conhecimento com todas as pessoas. É curioso que Nostradamus ‘previsse’ a chegada do Anticristo este ano.
  • Desastres naturais terríveis ocorrem em todo o planeta. Uma profecia semelhante é feita por muitos anunciadores do passado e do presente, ou talvez alguns deles tenham copiado isso de outros?
  • Muitos vulcões vão acordar nos EUA e, depois desses, terremotos e tsunamis vão varrer o mundo.
  • Estamos aguardando a aproximação de um asteroide, o qual afetará adversamente o nosso planeta. Isso causará desastres naturais.
  • 2020 é um ano de descobertas. Mas essas nem sempre são mudanças positivas.

Como cenário, também é proposta a interação entre a Terra e um buraco negro supermassivo no centro da galáxia, a colisão da Terra com o mítico planeta Nibiru, a mudança de pólo, que passa pelos ciclos maias e assim por diante.

Curso de HebraicoRenda Online27 Dias Para Secar

Booking.com

Em geral, se você ler outras previsões na Internet, de maneira suspeita, elas se parecerão. Algumas são postadas como uma cópia carbono. Sempre imaginamos como essas pessoas se sentam em seus escritórios e coletivamente criam um horóscopo e previsões. O resto está ansioso para quando uma cabeça brilhante lança uma ideia nova, a qual é modificada um pouco e a autoria atribuída ao próximo adivinho.

No entanto, com a data do Fim do Mundo os pesquisadores não têm unanimidade e a única coisa que fica clara é agora estamos no ano 2012 e a data aproximada é de 10 de junho. Portanto, se todos esses cálculos estiverem corretos e o fim do mundo realmente acontecer, não será mais cedo do que em dezembro.

(Fonte)

Inscreva-se já e fique por dentro das noticias de Israel e do mundo

* indicates required

David Elmescany

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Next Post

Pesquisadores em Israel produzem eletricidade a partir de plantas

seg jun 15 , 2020
Cientistas da Universidade de Tel Aviv conseguiram, após anos de pesquisa, produzir eletricidade a partir de plantas, o que demonstra que estas podem ser uma fonte de energia “limpa”. O estudo foi divulgado pela revista científica britânica Energy and Environmental Science, e dirigido pelo professor Iftach Yacoby, diretor do laboratório […]