Elon Musk diz que quer colocar chips em cérebros humanos em 2022

chips em cérebros humanos em 2022

Em uma entrevista ao The Wall Street Journal CEO Council Summit, o co-fundador da Neuralink, Elon Musk, afirmou que a empresa planeja colocar chips em cérebros humanos jem 2022. A Neuralink teve sucesso em implantar neurochips no cérebro de macacos e está pronta para passar para humanos.

Em um tuíte, Musk disse o seguinte sobre o progresso deles:

“[O progresso] vai acelerar quando tivermos dispositivos em humanos (difícil ter conversas matizadas com macacos) no próximo ano.”

Neuralink concentrará seus implantes cerebrais em pacientes com deficiência, tentando devolver-lhes o uso de seus membros:

“Esperamos ter isso em nossos primeiros seres humanos – que serão pessoas com lesões graves na medula espinhal, como tetraplégicos, quadriplégicos – no próximo ano, dependendo da aprovação da FDA”.-Elon Musk

A empresa de Musk não é a primeira a chegar tão longe. Em julho de 2021, a startup da neurotech, Synchron, recebeu aprovação do FDA para começar a testar seus implantes neurais em pacientes com paralisia.

Não há como negar o benefício que pode ser derivado de um humano obter acesso a membros que ficaram paralisados. Esta é realmente uma conquista notável da inovação humana. Mas muitos estão preocupados com a ética em torno da fusão de tecnologia com humanos, caso vá além desse caso de uso.

Muitos anos atrás, as pessoas pensavam que Ray Kurzweil estava “fora da casinha” com suas previsões futuras de que computadores e humanos, o evento da singularidade, eventualmente se tornariam realidade. No entanto, aqui estamos. Como resultado, este tópico frequentemente conhecido como “transumanismo” se tornou um debate acalorado.

O transumanismo é frequentemente descrito como:

“Um movimento filosófico e intelectual que defende o aprimoramento da condição humana por meio do desenvolvimento e disponibilização de tecnologias sofisticadas amplamente disponíveis, capazes de aumentar significativamente a longevidade, o humor e as habilidades cognitivas, e prevê o surgimento de tais tecnologias no futuro.”

Cosmismo Moderno

A preocupação de muitos é que estamos perdendo de vista o que significa ser humano. Mas também é verdade que muitos estão adotando uma abordagem de “tudo ou nada” para o conceito – é totalmente ruim ou totalmente bom. Mas em vez de simplesmente defender nossas posições, talvez possamos despertar a curiosidade e ouvir todos os lados.

Yuval Hirari, autor de um livro profundo chamado “SapiensA brief history of humankind (“Sapiens: Uma Breve Hstória da Humanidade”, em tradução livre), discute essa questão em termos simples. Ele afirmou que a tecnologia está avançando em velocidades tão estonteantes que, muito em breve, estaremos desenvolvendo humanos que estarão muito além das espécies que conhecemos hoje, que serão uma espécie inteiramente nova:

“Em breve teremos o poder de reprojetar nossos corpos e cérebros, seja com engenharia genética ou conectando o cérebro diretamente a computadores. Ou criando entidades completamente não orgânicas ou inteligência artificial – que não se baseia em nada no corpo orgânico e no cérebro orgânico.

Isso é algo que está muito além de apenas outra espécie.”

-Yuval Hirari

Em uma conversa que tive com Richard Garner, apresentador de um Podcast da Third Way, exploramos as vantagens e desvantagens do avanço dessa tecnologia e tentamos trazer nuances à discussão. É claro que não podemos simplesmente descartar essa direção como totalmente ruim. Mas devemos olhar para onde isso pode nos levar, já que os bilionários do Vale do Silício têm o poder de mudar toda a espécie humana.

Eles deveriam estar perguntando ao resto da humanidade se isso é uma boa ideia, ou devemos apenas aceitar a direção que isso está tomando?

(Fonte)

Leia mais:

Garota de 11 anos encontra moeda rara em escavação na Cidade de David, em Jerusalém

Um comentário

  1. Se esse implante se tornar geral e obrigatório à raça humana,vai acabar escravizando-a de vez.Estamos muito próximos da marca da besta!
    “A todos os pequenos e grandes,os ricos e os pobres,os livres e os escravos,faz que lhes seja dada certa marca sobre a mão direita ou sobre a fronte,para que ninguém possa comprar ou vender,senão aquele que tem a marca,o nome da besta,ou o número do seu nome”(Ap 13.16-17).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *