Israel resgata crianças ucranianas com doenças crônicas em meio à guerra

Dez crianças ucranianas que foram internadas no Hospital Infantil Okhmatdyt em Kiev desembarcaram em Israel na terça-feira para continuar seus tratamentos médicos, enquanto o país do Leste Europeu continua atolado em um conflito sangrento com a vizinha Rússia.

A operação faz parte de um esforço maior para resgatar crianças que enfrentam doenças crônicas fora da zona de guerra e transferi-las para hospitais israelenses, onde podem receber os cuidados de que necessitam.

crianças ucranianas

A missão de resgate começou na manhã de terça-feira quando uma equipe do Centro Médico Infantil Schneider de Israel, composta por dois médicos e duas enfermeiras, chegou à fronteira Ucrânia-Romênia e encontrou as crianças.

Ucrânia e os palestinos

As crianças, que precisam de cuidados médicos urgentes para salvar suas vidas, chegaram à fronteira com seus pais após cerca de 40 horas na estrada.

Booking.com

Uma vez na fronteira, a equipe realizou avaliações clínicas iniciais dos jovens pacientes antes de embarcar em um avião para Israel junto com os pais.

Realizada em cooperação com vários ministérios do governo, a operação foi viabilizada com a ajuda de dezenas de pessoas e empresas que se voluntariaram para a causa.

crianças ucranianas

A medida foi promovida pelo cônsul honorário da Ucrânia em Jerusalém, Ofer Kerzner, e Rafael Yocha. O custo da viagem ficou a cargo dos empresários Ami Lustig e Roy Ben Yami.

“Estamos entusiasmados e orgulhosos por receber crianças da Ucrânia que precisam de tratamento médico e gostaríamos de agradecer a todas as boas pessoas que tornaram isso possível”, disse o Dr. Efrat Baron-Harlev, diretor do Schneider Children’s Medical Center.

“Nos próximos dias, uma delegação deixará o hospital para supervisionar o departamento pediátrico do hospital de campanha a ser estabelecido pelo Ministério da Saúde de Israel na Ucrânia”, acrescentou.

1 comentário em “Israel resgata crianças ucranianas com doenças crônicas em meio à guerra”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.