Em Israel testaram com sucesso dois medicamentos que seriam uma possível cura para casos graves de COVID-19

Um hospital israelense afirma que pode ter uma cura para casos graves de COVID-19, de acordo com uma reportagem da KAN News.

Pesquisadores do Hospital Ichilov, em Tel Aviv, anunciaram na quinta-feira que resultados positivos foram observados em ensaios preliminares.

O professor Nadir Arber, do Centro Integrado de Prevenção do Câncer do hospital, testou um medicamento que vem sendo utilizado em pacientes moderados e graves que sofrem com o vírus e obteve um resultado positivo de 95%.

Booking.com
cura para casos graves

Arber diz que o medicamento, chamado EXO-CD24, é econômico e eficaz e deve ser administrado uma vez por dia durante cinco dias.

Dos 30 pacientes que receberam o medicamento, 29 apresentaram uma melhora notável em dois dias e receberam alta hospitalar entre três e cinco dias depois e o último também se recuperou, mas levou mais alguns dias, informou o hospital.

Após resultados tão positivos, o hospital apelou ao Comitê de Helsinque do Ministério da Saúde para solicitar a extensão do ensaio a mais pacientes.

cura para casos graves
Professor Nadir Arber.

O Hadassah Medical Center, em Jerusalém, também relatou uma possível cura para casos graves. O hospital administrou a 21 pacientes críticos, que tinham doenças subjacentes, um medicamento chamado Allocetra.

Segundo os médicos, 19 pacientes se recuperaram em seis dias e receberam alta hospitalar em média após oito dias.

A droga foi desenvolvida pelo professor Dror Mevorach, diretor do Centro de Pesquisa em Reumatologia e Medicina Interna, para tratar o sistema imunológico hiperativo que causa a secreção de citocinas.

Leia mais: 

David Elmescany

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Next Post

Maosumi-Tehrani foi enfático ao afirmar que Israel pertence ao povo judeu e citou dois capítulos do Alcorão para deixar claro a legitimidade dos laços entre israelenses e seu povo.

sáb fev 6 , 2021
De acordo com o site Jewish Link, o rabino Abraham Cooper teve uma conversa de mais de uma hora com um líder religioso iraniano, o aiatolá Abdol Hamid Maosumi-Tehrani. Por mais de duas décadas, o Simon Wiesenthal Center criou contatos e relações com líderes muçulmanos, da Indonésia, Marrocos, Índia, Azerbaijão, […]