Dois tremores sacudiram o norte de Israel

O Instituto Geofísico de Israel informou que o epicentro dos tremores estava no mar Mediterrâneo, ao norte da cidade de Beit Shean e Nahariya. Os terremotos foram de 3,2 e 2,7 graus de magnitude, respectivamente. Há um mês, um terremoto ocorreu em Eilat.

tremores
Dois terremotos sacudiram o norte de Israel. ( Shuttestcok )

O Instituto Geofísico indicou que o primeiro terremoto, que ocorreu às 5h38 da manhã de hoje dia 11/05/2020, foi de 3,2 graus de magnitude e seu epicentro foi cerca de 14 km ao norte de Beit She’an.

Beit She’an tem um ambiente geográfico único porque está localizado na encruzilhada do vale do Jordão e do vale de Jezreel.

O segundo tremor 2.7 ocorreu às 6h53. Estima-se que seu epicentro exato tenha sido cerca de 54 km ao norte de Nahariya, a cidade costeira mais ao norte de Israel.

Mais de um mês atrás, um terremoto de magnitude 4,3 atingiu Eilat, a cidade mais ao sul do país.

Na ocasião, o Instituto Geofísico observou que o epicentro do terremoto estava localizado a cerca de 100 km ao sul da cidade, no Golfo de Eilat, ao longo da fenda sírio-africano, conhecido como o Grande Vale do Rift.

Segundo especialistas sísmicos, uma vez a cada 100 anos, Israel experimenta um grande terremoto.

O último grande terremoto ocorreu em 11 de julho de 1927 (um evento devastador que causou incontáveis ​​danos e a morte de centenas de pessoas em todo o vale do Jordão), existe a possibilidade de umum grande terremoto atingir o país no futuro.

www.instagram.com/vivaisrael

Curso de HebraicoRenda Online27 Dias Para Secar

David Elmescany

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Next Post

Companhias aéreas aquecem os motores para pós-coronavírus

ter maio 12 , 2020
Apesar de a obrigação de isolamento permanecer para aqueles que retornam a Israel do exterior, como na maioria dos países, há um número considerável de companhias aéreas que começam a se preparar para retomar as atividades.  A Aviação na era do coronavírus: Atualmente, nos parece que todos os países estão […]
companhias aéreas