O Irã implantou “drones suicidas” que podem chegar a Israel

A revista americana Newsweek publicou imagens de satélite das armas localizadas no Iêmen.

O Irã enviou recentemente aos aliados houthis no Iêmen drones carregados de explosivos, conhecidos como “drones suicidas”, que podem atacar uma variedade de alvos em uma faixa que inclui Israel, como revelado pelo site da revista americana Newsweek, que publicou imagens de satélite que mostram a localização do armamento.

De acordo com um “especialista que monitora a atividade iraniana na região” citado na publicação, os iranianos estão “mudando a localização desses drones para se preparar para um ataque”.

Imagens de satélite de "drones suicidas" iranianos no Iêmen.

O alcance dos drones, que no Irã foram batizados como Shehad-136, é de até 2.200 quilômetros. De acordo com a Newsweek, eles estavam estacionados na província de Yauf, no norte do Iêmen, uma área controlada por Ansar Allah, a milícia xiita apoiada pelo Irã que luta contra as forças da coalizão liderada pela Arábia Saudita.

De acordo com o especialista citado no relatório, “o Irã quer atacar um alvo americano no Golfo ou israelense e atribuir o ataque ao Iêmen, na esperança de que a República Islâmica possa negá-lo e, assim, evitar represálias”.

Leia mais:

A Newsweek também observou que Israel implantou recentemente sistemas de defesa antimíssil “Iron Dome” e baterias de mísseis Patriot na área de Eilat.

"Cúpula de Ferro" em Eilat.

As autoridades de defesa israelenses alertaram sobre possíveis represálias iranianas depois do assassinato há um ano do comandante e terrorista da Força Quds da Guarda Revolucionária Iraniana, Qassem Sulmiani, em uma operação realizada pelos Estados Unidos, ou pela eliminação do cientista nuclear Mohsen Fakhrizadeh em novembro passado, em uma ação atribuída a Israel.

Entre outras coisas, foi mencionada a possibilidade de um ataque dos países como Iêmen ou Iraque, nos quais o Irã opera por meio de emissários. Em setembro de 2019, instalações petrolíferas na Arábia Saudita foram atacadas em uma operação atribuída ao Irã, usando drones suicidas e mísseis de cruzeiro.

E cerca de duas semanas atrás, em uma operação terrorista em larga escala contra o governo iemenita na cidade de Áden, veículos aéreos não tripulados também foram usados.

David Elmescany

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Next Post

A verdade sobre a vacinação em Israel.

dom jan 17 , 2021
Se você tem dúvidas sobre a vacina contra o corona vírus, assista esse vídeo. A verdade sem fake news ou invenções sobre a vacinação em Israel.