Israel aprova a entrada de turistas não vacinados com a dose de reforço

O gabinete do coronavírus de Israel votou no domingo à noite para permitir a entrada de turistas estrangeiros no país, mesmo que não estejam imunizados com a vacina de reforço, e tivessem recebido apenas duas doses há mais de seis meses.

Em uma votação por telefone, o gabinete aprovou a entrada de viajantes em grupos entre cinco e 40 pessoas.

entrada de turistas
Chegada de turistas ao aeroporto Ben Gurion. (Motti Kimchi)

No mês passado, o mesmo gabinete votou para permitir que todos os turistas vacinados entrassem no país a partir de 1o de novembro, desde que tenham recebido uma vacina reconhecida pela Organização Mundial da Saúde. Aqueles vacinados com a vacina russa Sputnik V poderão entrar a partir de 15 de novembro.

Booking.com

Os viajantes que chegam a Israel, no entanto, devem apresentar a permissão de entrada do Ministério do Turismo e o certificado de vacinação. Outra condição é que os turistas venham de países “verdes” ou “amarelos” com baixas a médias taxas de infecção por coronavírus e evitem as áreas do país com maior risco de contágio.

Durante a primeira semana de permanência, aqueles que não têm a terceira dose devem ter uma PCR negativa realizada nas últimas 72 horas ou um teste de antígeno negativo de até 24 horas.

De acordo com o novo esquema, o coordenador de um grupo de turistas deve informar o Ministério do Turismo sobre os resultados de todos os testes de coronavírus realizados durante a primeira semana e manter um registro dos movimentos, contatos, locais e horários de visita do grupo, a fim de fornecer as informações ao pesquisador epidemiológico no caso de um dos turistas testar positivo.

O ministro da Saúde Nitzan Horowitz disse que a medida de parte da política de Israel é “aprender a viver” com o coronavírus. “Estamos tomando todas as precauções para manter a saúde pública e identificar novas variantes. Ao mesmo tempo, queremos continuar a atividade econômica, a educação, a cultura, o turismo e a rotina da vida em Israel”, disse ele.

Leia Mais:

Irã envia baterias antiaéreas avançadas para desafiar Israel

David Elmescany

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Next Post

Israel está esquentando duas vezes mais rápido que o resto do planeta

seg nov 15 , 2021
Dados de órgãos ambientais israelenses revelam que o país está esquentando quase duas vezes mais rápido que o resto do mundo. Em novembro de 2019, o Serviço Meteorológico de Israel (IMS) divulgou um relatório abrangente sobre as mudanças climáticas mostrando que Israel havia aquecido em média 1,4 graus Celsius entre […]