O acordo de paz entre Israel e Marrocos foi assinado

A normalização das relações diplomáticas entre os países foi oficializada nesta terça-feira.

Foram assinados os acordos para normalizar as relações diplomáticas entre Israel e Marrocos, anunciados há menos de duas semanas pelo presidente dos EUA, Donald Trump.

A assinatura aconteceu no palácio do rei marroquino Muhammad VI durante a visita de uma delegação de autoridades israelenses e americanas, que viajou no primeiro voo direto da história do Aeroporto Internacional Ben Gurion para a capital Rabat.

Israel Marrocos
Sob os auspícios dos Estados Unidos, Israel e Marrocos assinaram o acordo para normalizar as relações diplomáticas. (foto: Amos Ben Gershom )

Durante o evento, foram assinados vários acordos: a renovação das relações diplomáticas entre os países, um acordo sobre água (Israel vai fornecer a Marrocos tecnologias de dessalinização), na área da saúde, um acordo financeiro, isenção de visto e um memorando de entendimento sobre política de aviação.

Booking.com

Meir Ben Shabat, chefe do Conselho de Segurança Nacional de Israel, abriu seu discurso com uma saudação em árabe e celebrou esta viagem histórica “que traduz a visão da paz em realidade”.

Além disso, ele enfatizou que “o primeiro-ministro Netanyahu expressa seu grande apreço pelo rei Muhammad VI” e destacou que “as relações calorosas entre o palácio e a comunidade judaica são reconhecidas em todo o mundo”.

Leia mais: 

Israel alerta os judeus latino-americanos de um possível ataque terrorista

Líder religioso do Paquistão: “Normalizem as relações com Israel”

Israel se prepara para prováveis ataques iranianos

Por seu turno, Hassan Bourita, ministro dos Negócios Estrangeiros marroquino, afirmou que “as relações diplomáticas contribuirão para o reforço da paz regional” e agradeceu aos Estados Unidos o reconhecimento da soberania marroquina no Sahara Ocidental no âmbito deste acordo.

Israel Marrocos
Foto: Amos Ben Gershom

Jared Kushner, conselheiro de Trump e chefe da delegação dos Estados Unidos, disse que é incrível para ele pensar como em pouco tempo a Casa Branca “quebrou barreiras e contribuiu para a paz”.

E Acrescentou Kushner, “que judeus e muçulmanos vivam separados não é natural, durante séculos eles viveram juntos, o que está realmente acontecendo é um ressurgimento”.

Israel e Marrocos prometeram abrir escritórios diplomáticos nos dois países nas próximas duas semanas. Assim, o país africano se juntou a outros três países muçulmanos que também concordaram em paz com o governo israelense.

De setembro para cá, Emirados Árabes Unidos, Bahrein e Sudão já o haviam feito.

Clique aqui e ajude a manter nosso site no ar.

Inscreva-se em nosso canal no YOUTUBE e fique por dentro de tudo que acontece em Israel!

David Elmescany

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Next Post

Lockdown em Israel pela terceira vez

qui dez 24 , 2020
O governo confirmou que o Lockdown começará no domingo, às 17h.  Jardins de infância, creches e séries de Alef a Dalet e Iud Alef a Iud Bet Funcionarão das 8h às 13h o resto dos alunos irá voltar para aulas a distância.  O Limite de distância de casa será de até […]