Mergulhador encontra espada das Cruzadas, em Haifa, no sábado (16)

Objeto pode ter mais de 900 anos e foi entregue às autoridades israelenses

Na última segunda-feira (18), a Autoridade de Antiguidades de Israel anunciou a descoberta de uma espada que pode pertencer ao período das Cruzadas, há mais de 900 anos. O objeto foi encontrado por um mergulhador amador na enseada de Haifa, ao norte de Israel.

Durante um passeio no final de semana, sábado (16), o mergulhador reconheceu o formato da arma apesar dela estar incrustada por organismos marinhos. A lâmina possui um metro de comprimento e apresenta bom estado de conservação para o local onde estava esquecida.

Para evitar um furto, o objeto foi entregue ao governo israelense. Especialistas da Unidade de Arqueologia Marinha da Autoridade de Antiguidades de Israel, irão limpar e restaurar a espada, que ficará exposta ao público futuramente.

Booking.com

De acordo com o diretor da unidade, Jacob Sharvit, a espada pode ter pertencido a um cruzado que navegou para a Terra Santa há mais mil anos. “A enseada de Haifa provavelmente servia de abrigo para marinheiros. Essas condições atraíram navios mercantes ao longo dos tempos, deixando para trás ricos achados arqueológicos”, disse.

As Cruzadas

As Cruzadas aconteceram entre os anos de 1095 e 1291, quando lideranças cristãs da Europa organizaram expedições militares com objetivo de viajar à Terra Santa e para a cidade de Jerusalém, afim de conquistar territórios e colocar o Oriente Médio sob domínio cristão.

Texto: Raphael Branco (colaborador no Rio de Janeiro)

Fontes: The times of Israel, The Jerusalem Post, 

Leia mais:

EUA e Israel alertam Irã para uso da força em caso de fracasso diplomático

Raphael Branco

3 thoughts on “Mergulhador encontra espada das Cruzadas, em Haifa, no sábado (16)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Next Post

Novos confrontos em Jerusalém

qua out 20 , 2021