O homem por trás de Netanyahu na efetiva luta de Israel contra o coronavírus

Benjamin Netanyahu
Primeiro Ministro de Israel, Benjamin Netanyahu

Inteligência artificial e coronavírus

O cientista de dados Ron Ritter, um especialista em inteligência artificial, compartilha suas experiências com a força-tarefa do governo para impedir a disseminação do coronavírus.

Quando o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, está no pódio e se gaba da contenção rápida e eficaz de Israel na pandemia do coronavírus em comparação a outros países, ele pode fazê-lo em parte porque confia nos dados que está lendo. – Estatísticas e variáveis ​​compiladas, validadas e testadas por Ron Ritter, Chefe de Inteligência Artificial e Ciência de Dados do Qualitest Group.

Enquanto o vírus percorria o mundo todo, em Israel Ritter respondeu à chamada do governo para ingressar em um grupo de pesquisa, trabalhando para analisar dados e fornecer informações que ajudariam a moldar a resposta do país.”Fui convidado a contribuir com nossas habilidades para entender padrões, criar previsões e analisar a capacidade de resposta”, explicou Ritter à CTech em entrevista.

Gráfico de qualidade mostrando a taxa de crescimento de infecções confirmadas pelo Covid-19.

Para fazer isso, Ritter e a equipe de IA da Qualitest Israel, a filial local da gigante de soluções para testes e controle de qualidade com sede em Fairfield, Connecticut, criaram um índice que apresenta a capacidade relativa dos países em enfrentar o desafio médico.

O índice relacionado ao tempo apresenta uma taxa de crescimento padronizada de infecções confirmadas com base na taxa de alteração dos últimos dois dias. “Os países devem se esforçar para ficar do lado negativo da tabela, onde a taxa de crescimento é menor que a mediana mundial naquele dia relativo”, disse Ritter.

inteligência artificial
Ron Ritter

O especialista comentou que o grupo de trabalho é composto por dezenas de pessoas de diversas organizações privadas, públicas e de segurança, trabalhou e formulou recomendações remotamente, uma espécie de projeto de código aberto, somente com maior segurança, mais validação e muito mais em jogo.

“Durante esse período difícil, todos devemos fazer o possível para combater a propagação do COVID-19. Para muitos, isso é ficar em casa e seguir as diretrizes da OMS.

Tenho a sorte de poder ajudar Israel na batalha contra a pandemia, trazendo minha experiência em ciência de dados e é uma honra fazê-lo “, disse Ritter.

Os dados foram capazes de prever com sucesso altas taxas de infecção nos EUA e no Reino Unido e, segundo ele, os próximos grandes surtos estão ocorrendo na Rússia e na Índia.

inteligência artificial
Shai Liberman, diretor administrativo da Qualitest Israel e Europa Oriental.

“Nosso índice mostra que, no início, Israel não se saiu bem em comparação a outros países, mas hoje somos um dos melhores”, disse Ritter. “Um dos fatores críticos foi a estrita regulamentação do distanciamento social estabelecida pelo governo, tomada relativamente cedo”.

Um veterano do setor de inteligência artificial e tecnologia de aprendizado de máquina que co-fundou a AlgoTrace em 2017. Dois anos depois, em dezembro de 2019, a Qualitest o adquiriu e Ritter assumiu como chefe de IA e ciência de dados na empresa multinacional trabalham 3.500.

“A Qualitest comprou a AlgoTrace para melhorar os testes dos sistemas de inteligência artificial de nossos clientes”, disse à CTech Shai Liberman, diretor-gerente da Qualitest em Israel e na Europa Oriental. “A equipe fornece aos nossos clientes importantes modelos estatísticos para prever as taxas de sucesso do projeto e melhorar seus sistemas”.

Fundada em Israel em 1997 por Ayal Zylberman e Eli Margolin, a Qualitest cresceu e se tornou a maior empresa de controle de qualidade do mundo, com mais de 400 clientes em todos os setores, incluindo governos, organizações de segurança e líderes do setor em entretenimento, mídia social e software.

Liberman explicou que a recente pandemia e as restrições que se seguiram obrigaram a empresa a se adaptar rapidamente ao novo normal. “Muitas coisas estão mudando.

Estamos constantemente em contato com nossos clientes, ajudando-os a construir e executar seus planos de continuidade de negócios, fornecendo os dados e a experiência para fazer backup deles. “Desenvolvimentos recentes também viram muita demanda do negócio de segurança cibernética.

As pessoas que trabalham em casa estão muito mais expostas a tentativas de malware e pirataria, que se multiplicaram “, acrescentou Liberman. “Também estamos ajudando os estados a enfrentar projetos nacionais, como o boom do estudo a distancia”.

David Elmescany

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Next Post

Dois tremores sacudiram o norte de Israel

seg maio 11 , 2020
O Instituto Geofísico de Israel informou que o epicentro dos tremores estava no mar Mediterrâneo, ao norte da cidade de Beit Shean e Nahariya. Os terremotos foram de 3,2 e 2,7 graus de magnitude, respectivamente. Há um mês, um terremoto ocorreu em Eilat. O Instituto Geofísico indicou que o primeiro terremoto, que […]