Quase um milhão de estudantes israelenses retornaram à escola

estudantes israelenses
Os alunos da primeira série retornaram às aulas. ( Yariv Katz )

Quase um milhão de crianças puderam retornar hoje à escola depois de quase dois meses sem encontrar amigos e professores.

As crianças do ensino fundamental (primeira, segunda e terceira série), bem como os alunos da ensino médio (primeiro e segundo ano), retomaram hoje as aulas depois que o governo reduziu as restrições para impedir a propagação do coronavírus.

Na sexta-feira, o gabinete votou pela reabertura parcial do sistema educacional, estabelecendo que os pais poderão decidir se querem ou não enviar seus filhos de volta à escola. Apesar do decreto, algumas principais cidades, como Tel Aviv e Beer Sheva, indicaram que, como nenhuma regra clara de reabertura foi estabelecida, eles não arriscariam reabrir as escolas no momento.

De acordo com a decisão do governo as crianças da primeira, segunda e terceira série estudarão cinco dias por semana, por cinco horas diárias, em grupos de 17 alunos. Já os alunos do décimo primeiro e décimo segundo ano só frequentarão as aulas básicas, também em grupos de 17 alunos, para que possam se prepar para os exames, que começarão no dia 22 de junho.

estudantes israelenses
De volta à escola em Pardes Hanna-Karkur. ( Município de Pardes Hanna-Karkur )

Além disso, outros 80.000 estudantes da educação especial se juntarão as 60.000 crianças que já haviam retornado aos estudos na semana passada.

Todos os estudantes da educação especial, com idades entre 3 e 21 anos, estudarão cinco dias por semana, durante seis horas diárias (das 8h às 14h). Os estudantes da educação especial que freqüentam escolas regulares estudarão por cinco horas (das 8h às 13:00).

Juntamente com esse grupo, cerca de 127.000 estudantes ultraortodoxos também planejam retomar as aulas.

estudantes israelenses
Verificação de temperatura em uma escola de Nof Hagalil. ( Ahiye Raved )

Hava Avocrat, vice-diretora de uma escola na cidade de Nof Hagalil, cumprimentou professores e alunos na entrada da escola e verificou pessoalmente a temperatura dos funcionários. “Estou muito animada, sinto que hoje é primeiro dia do ano letivo”, disse ela ao Ynet.

“A parte mais difícil hoje foi ver o diretor pela primeira vez em dois meses e não poder dar-lhe um abraço”, acrescentou.

Apesar das aulas terem voltando, algumas diretrizes ainda serão mantidas como o espaço entre as mesas dos alunos e o uso de máscaras e álcool-gel. Os alunos a partir do quarto ano continuarão estudando em casa.

Fonte: YNET

Inscreva-se já e fique por dentro das noticias de Israel e do mundo

* indicates required

David Elmescany

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Next Post

Governo vai votar hoje para abertura de shopping, bibliotecas e academias até quinta-feira

seg maio 4 , 2020
O governo vai votar hoje para aprovar a diminuição das restrições ao coronavirus em Israel, permitindo que shoppings, bibliotecas, academias, esportes aquáticos e clínicas de tratamento não médico voltem às operações na quinta-feira. Depois que os shoppings reabrirem, eles precisarão coletar informações dos compradores quando eles entrarem e se movimentarem entre as […]
Governo vai votar