Família real saudita é descendente de judeus que lutaram contra Maomé

Família real saudita
O príncipe herdeiro da Arábia Saudita, Mohammed bin Salman, participa da 40ª Cúpula do Conselho de Cooperação do Golfo (GCC) em Riad (Crédito da foto: Corte Real Saudita/Reuters)

O comandante da Marinha da Guarda Revolucionária Islâmica do Irã disse em 7 de janeiro que a família real que governa a Arábia Saudita era na verdade judia, e que seu conflito com o Irã remonta às batalhas do século VII entre tribos muçulmanas e judias.

O discurso foi transmitido pela TV Bushehr do Irã e traduzido pelo MEMRI, o Instituto de Pesquisa de Mídia do Oriente Médio.

Vulcão Hunga entra em erupção, provocando alertas de tsunami

“Não podemos suportar ver injustiça em um país muçulmano que é perpetrada pelos sionistas e pela semente dos judeus”, disse o comandante, general Alireza Tangsiri, em uma gravação de vídeo do discurso.

“Não podemos suportar ver que os muçulmanos estão sendo massacrados por pessoas que se dizem cristãs, mas não são”, acrescentou, parecendo se referir ao assassinato do ex-comandante da Força Quds do IRGC, Qassem Soleimani, pelos EUA.

Booking.com
Um apoiador do líder do Hezbollah do Líbano, Sayyed Hassan Nasrallah, carrega fotos do falecido comandante da Força Quds do Irã, Qassem Soleimani, durante uma manifestação comemorando os líderes anuais do Hezbollah mortos nos subúrbios do sul de Beirute, Líbano, 16 de fevereiro de 2020 (crédito: REUTERS/AZIZ TAHER)

“Estes são os mesmos judeus – e é melhor eu dizer sionistas – cujos corações nunca se alinharam com o Islã, e mesmo com o Profeta em seu tempo”, disse ele então, provavelmente em referência à Arábia Saudita.

“O rancor que os inimigos guardavam em relação a Hajj [Qassem] Soleimani se assemelha ao rancor deles em relação ao Imam Hussein em Karbala”, disse ele, referindo-se ao filho de Ali, o primeiro imã dos muçulmanos xiitas, e à batalha em que ele foi morto. que se tornou um evento formativo para o islamismo xiita.

“Esse rancor ainda existe”, disse ele.

A liderança iraniana é xiita, em oposição à da Arábia Saudita, que é sunita.

Tangsiri então mencionou outras batalhas nas quais os primeiros muçulmanos lutaram contra tribos judaicas locais, que eram apenas muçulmanas “pelo nome”.

Os Milagres da Guerra dos seis Dias

“O clã Saud é realmente muçulmano? São os mesmos judeus que estavam na Arábia naquela época”, concluiu.

A Casa de Saud é a família real governante da Arábia Saudita desde 1744, composta pelos descendentes de Muhammad bin Saud e seus irmãos.

A retórica iraniana contra os EUA e Israel tem sido mais inflamada do que o habitual nas últimas semanas devido em parte ao aniversário de dois anos do assassinato do terrorista Soleimani em 3 de janeiro de 2020 em um ataque de drone dos EUA no Iraque.

Na quarta-feira, uma animação que retrata o assassinato do ex-presidente dos EUA, Donald Trump, foi publicada no site oficial do líder supremo iraniano, aiatolá Ali Khamenei.

O vídeo, intitulado “A vingança é inevitável”, mostra o Irã se vingando dos assassinos e daqueles que ordenaram o martírio de Soleimani, de acordo com a descrição do site. O vídeo foi criado como parte de um concurso em homenagem ao general falecido. 

Fonte:

1 comentário em “Família real saudita é descendente de judeus que lutaram contra Maomé”

  1. “Abençoarei os que te abençoarem e amaldiçoarei os que te amaldiçoarem”(Gn 12.3).Esta Palavra de Deus está ativa até aos dias de hoje.As nações que na antiguidade tentaram exterminar os judeus,hoje não existem mais.Mas Israel vive porque tem a proteção divina.
    Nos tempos recentes,os povos que protegeram e abrigaram os judeus ,prosperaram.E os que os maltrataram sofreram revezes de todos os tipos.
    No caso específico do Irã,ele vai ser destruído na batalha de Armagedom pois nas profecias bíblicas consta o seu nome,junto com muitas outras nações,na coalizão para destruir Israel.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.