Foi revelado recentemente um capítulo escondido da história do Brasil

Mantido no Brasil em sigilo por séculos. Estamos falando da fatídica história da Inquisição portuguesa, que transferiu para a colônia a perseguição aos judeus.

Em 1497, os judeus portugueses foram convertidos à força e transformados em cristãos-novos. Apesar disto, uma considerável leva destes antigos judeus continuou a praticar o judaísmo e a repassar seus ensinamentos às novas gerações, adotando comportamentos e práticas marranas.

A partir de 1536, o Tribunal do Santo Ofício da Inquisição, perseguiria hereges, principalmente os cristãos-novos, suspeitos de manter práticas judaicas.

Hoje, não pode ser desconsiderado o número de indivíduos que afirmam ter laços de parentesco com os antigos cristãos-novos e que procuram retornar à religião dos antepassados distantes.

Distante da Europa, o Brasil foi o destino de muitos convertidos, os cristãos-novos.

Leia mais:

David Elmescany

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Next Post

Dois mil anos de história: o “Kotel” (Muro das Lamentações).

seg jan 18 , 2021
Antes de tudo, o Muro das Lamentações é parte significativa do esplendor do Segundo Templo em seu auge. Mas o Kotel também é um lugar de nostalgia, de saudades de Jerusalém, dos dias de peregrinação, da unidade e alegria pelos feriados. Um encontro entre o Povo Judeu e o mundo […]
Muro das Lamentações