China revela novo navio com inteligência artificial

Inteligência Artificial

O primeiro navio drone operado por Inteligência Artificial da China passou com sucesso por seu teste inicial no mar, com os desenvolvedores da Beikun Intelligence dizendo que algumas de suas capacidades tecnológicas são “líderes mundiais”.

O chefe de Beikun, Mu Haifang, disse ao Zhoushan Daily que o navio de superfície não tripulado (USV) foi colocado em duas rotas configuradas com sucesso e coletado dados conforme planejado.

O USV de 200 toneladas, que se assemelha a um híbrido do navio drone Sea Hunter dos EUA e do destróier da classe Zumwalt dos EUA, completou sua viagem marítima inaugural de três horas ao largo de Zhoushan, na província oriental de Zhejiang, de acordo com o South China Morning Post .

“Sua característica mais distintiva é sua cabine de inteligência artificial com tecnologias de navegação autônoma, e todas as peças do barco são totalmente fabricadas na China”, observou Mu.

LEIA MAIS
Alegado ataque israelense desativa Aeroporto Internacional de Damasco
Ministério da Defesa encomenda centenas de veículos de combate da IAI
A comunidade negra deve lutar contra a mentira de que Israel é um estado racista

Embora o USV sem nome tenha uma semelhança significativa com o destróier furtivo mais avançado da Marinha dos EUA, o USS Zumwalt, mais notavelmente sua superestrutura quadrada, nariz perfurante de ondas e formato de casco tumblehome, ainda existem algumas diferenças distintas.

O USV da China tem um trimarã na popa, um recurso de design visto pela primeira vez no Sea Hunter, que está em testes desde seu lançamento em 2016. Em um teste de 2018-19, navegou de forma autônoma de San Diego, na Califórnia, para Pearl, no Havaí. Em uma viagem de ida e volta de mais de 8.300 km (5.200 milhas), de acordo com o South China Morning Post .

O barco chinês corresponde ao Sea Hunter da Marinha dos EUA em tamanho, o maior USV do mundo, com 40 metros de comprimento e 13 metros de largura, com um deslocamento de 145 toneladas, comparado aos 190 metros por 25 metros do Zumwalt e deslocamento de 15.000 toneladas.

O fabricante chinês do USV, Beikun, não disse qual é o uso exato da embarcação, mas afirmou que ela foi projetada para atingir os objetivos de cruzeiro em alto mar, baixo ruído, inteligência, furtividade, bem como navegação não tripulada e autônoma, de acordo com o relatório Zhoushan Daily .“Atualmente, o barco não tripulado está navegando de forma autônoma em águas relativamente abertas e ainda há alguma distância a percorrer antes de atingir a meta de navegação autônoma de alta velocidade”, acrescentou Mu.