Netanyahu pediu “a interrupção de voos de todo o mundo”

O Primeiro Ministro pediu Interrupção de voos de todo o mundo devido ao aumento de infecções e medos relacionados a uma nova mutação do COVID-19 descoberta em alguns países, o Gabinete do Coronavirus alertou que poderia fechar os céus de Israel. A Ministra dos Transportes expressou sua oposição à medida.

O Gabinete do Coronavirus se reuniu no domingo para discutir uma possível transição para “restrições sanitárias estritas”, bem como a questão da nova mutação do COVID-19 recentemente descoberta no Reino Unido.

O professor Nachman Ash, diretor do “Projeto Coronavirus” em Israel, afirmou que sua recomendação era fechar o aeroporto Ben Gurion.

O primeiro-ministro Benjamin Netanyahu concordou com o oficial. “Nosso objetivo é fechar as fronteiras imediatamente. Temos que interromper voos de todo o mundo; é um preço muito baixo a pagar”, disse.

interrupção de voos

Ash recomendou ainda que até o céu fechar, uma obrigação de isolamento deve ser imposta a todos aqueles que retornam do Reino Unido, África do Sul e Dinamarca, e eles devem se submeter a testes de coronavírus, incluindo sequenciamento genético, para verificar se foram infectado com a nova mutação descoberta nesses países.

Booking.com

Netanyahu acrescentou: “Temos que fechar os céus imediatamente, deixar que só os empresários voem em conformidade com os protocolos. Caso a vacina não neutralize essa mutação, é um preço baixo a pagar.” Netanyahu observou que “não há impedimento legal para fechar o céu, exceto para o retorno dos israelenses”.

No entanto, a Ministra dos Transportes, Miri Regev, interveio e declarou: “Não há razão para fechar o céu.”

interrupção de voos
Ministra dos Transportes, Miri Regev: “Não há razão para fechar os céus.”

Dirigindo-se a Regev, o primeiro-ministro disse: “Há todos os motivos no mundo para fechar o céu, o custo é insignificante, faremos o possível para trazer todos os israelenses de volta como fizemos no passado, podemos impedir a entrada deste vírus no país”.

Durante a reunião também foi proposto impor um isolamento domiciliar para todos os passageiros que retornam de países “vermelhos” (com altos índices de contágio) e uma quarentena em centros de isolamento para aqueles que retornam dos países onde a mutação foi descoberta como Dinamarca, África do Sul e Grã-Bretanha.

Netanyahu, o Ministro da Saúde Yuli Edelstein e o Ministro da Defesa Benny Gantz concordaram em avançar com esta medida para implementá-la o mais rápido possível.

Clique aqui e ajude a manter nosso site no ar.

Inscreva-se em nosso canal no YOUTUBE e fique por dentro de tudo que acontece em Israel!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.