Irã culpa Israel por destruir centenas de drones iranianos

As últimas trocas explosivas entre Israel e Irã podem estar relacionadas ao fato de Israel ter destruído centenas de drones iranianos no mês passado, de acordo com uma mistura de relatórios israelenses e libaneses.

Nenhum país havia mencionado o ataque relatado em uma base crítica no oeste do Irã até o início desta semana, quando foi relatado pela primeira vez pela estação de televisão libanesa Al Mayadeen, que está ligada ao Hezbollah e ao Irã. Teerã culpa Israel, mas Jerusalém não assumiu a responsabilidade.

Posteriormente, o Haaretz na terça-feira confirmou o relatório e acrescentou uma série de detalhes com outros meios de comunicação israelenses também preenchendo alguns detalhes.

De acordo com Al Mayadeen, esta foi a razão para o ataque de mísseis iranianos de sábado à noite em Erbil em uma suposta base de treinamento do Mossad .

A mídia iraniana na terça-feira continuou a adicionar detalhes sobre o número de supostos agentes do Mossad que foram atingidos por seu ataque a Erbil.

Booking.com

Muitas fontes contradizem a ideia de que ali havia uma base do Mossad. A República Islâmica frequentemente produz relatórios sobre a prisão de agentes do Mossad para encobrir a perseguição a figuras da oposição local.

Mas a justaposição com o que a maioria dos funcionários do governo e especialistas externos disseram ser um ataque cibernético iraniano maciço na noite de segunda-feira sugere que Teerã realmente sentiu que foi atingido com força em algum lugar e precisava revidar de maneira ampla e pública.

Ao mesmo tempo, a mídia iraniana também continuou a divulgar mais detalhes sobre sua suposta prisão de agentes do Mossad que tentaram recrutar um membro da equipe de centrífugas IR-6 do Irã em sua instalação nuclear de Fordow.

Embora este relatório também possa ser desinformação, o grau de detalhe era incomum e se assemelhava a outros planos anteriores do Mossad para se infiltrar em instalações nucleares através da penetração na cadeia de suprimentos.

Ucrânia desenvolve armas nucleares com ajuda dos EUA

Além disso, alguns dos relatórios entraram em grandes detalhes sobre os sucessos anteriores do Mossad contra cientistas nucleares iranianos, dando aos relatórios pelo menos a aparência incomum de peso, já que Teerã não estava reivindicando perfeição em seu conflito com a agência de espionagem israelense de forma alguma.

Em meados de fevereiro, a Reuters informou que um incêndio ocorreu em uma base militar no oeste do Irã, potencialmente sendo a localização dos drones, embora sem mencionar os drones, com base em um relatório da mídia afiliada ao Conselho Supremo de Segurança Nacional do país.

“Na segunda-feira de manhã, ocorreu um incêndio em um depósito onde óleo de motor e outros materiais inflamáveis ​​estavam armazenados em uma das bases de apoio da Guarda Revolucionária na região de Mahidasht, na província de Kermanshah, causando danos a um galpão industrial”, informou o jornal Nour. .

Esse relatório apenas dizia que o fogo foi apagado por equipes de resgate e que equipes foram enviadas à base de apoio para investigar a causa do incidente, sem fazer referência aos drones.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.