Israel alivia restrições com abertura de numerosas lojas

restrições

O governo israelense aprovou hoje uma nova diminuição das restrições relativas à pandemia, autorizando a abertura de muitas lojas e negócios, embora com condições, para pôr gradualmente a funcionar a economia do país.

Há menos de uma semana as autoridades anunciaram a reabertura das livrarias e lojas de eletrodomésticos.

Hoje o governo anunciou que, com exceção dos Shopping, todas as outras lojas podem abrir as portas a partir de domingo, respeitando as condições sanitárias como a utilização de máscaras e a limitação do número de clientes por loja.

restrições

Até os restaurantes e cafés podem reabrir, ainda que parcialmente, ou seja, para vender para consumo em casa.

Os cabeleireiros e centros de beleza também podem receber clientes, desde que o seu número seja limitado.

“Estas medidas são válidas até 03 de maio”, indicaram num comunicado conjunto o gabinete do primeiro-ministro e os ministérios das Finanças e da Saúde.

Israel anunciou o seu primeiro caso da covid-19 a 21 de fevereiro e já registou mais de 14.800 infetados e 193 mortos.

Segundo uma pesquisa divulgada hoje pelo jornal Maariv, uma maioria (60%) dos israelenses avalia favoravelmente a ação do primeiro-ministro, Benjamin Netanyahu, para travar a propagação do vírus, mas a mesma proporção rejeita a sua ação para salvar a economia do país.

Antes da crise, a taxa de desemprego em Israel era de 3,4% e já está à volta dos 25%, depois de um milhão de pessoas terem perdido o emprego, a pressão sobre o governo para reduzir o confinamento e ajudar as empresas.

O governo aprovou hoje uma ajuda aos trabalhadores independentes e às pequenas empresas no valor de oito mil milhões de shekels (cerca de 2,1 mil milhões de euros).

O covid-19 é transmitida por um novo coronavírus detectado no final de dezembro, em Wuhan, cidade na China.

Para combater a pandemia, os governos mandaram para casa 4,5 mil milhões de pessoas (mais de metade da população do planeta), encerraram o comércio não essencial e reduziram drasticamente o tráfego aéreo, paralisando setores inteiros da economia.

Fonte: Maariv

Inscreva-se já e fique por dentro das noticias de Israel e do mundo

* indicates required

Viva Israel

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Next Post

Avraham Tal em Cesareia

sex abr 24 , 2020
Avraham Tal