Israel autorizou a abertura de piscinas e restaurantes

O governo israelense anunciou na terça-feira o cancelamento de várias medidas de restrição ao coronavírus, incluindo as que afetam as piscinas restaurantes do país que, na quarta-feira, poderão retomar suas atividades. “Queremos facilitar sua vida e temos boas notícias.

Desfrute, saia, volte ao normal, tome um café ou uma cerveja “, disse o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu, embora também tenha alertado que o governo continuará monitorando a disseminação do COVID-19. “Espero que não tenhamos que mudar as diretrizes, mas de acordo com a evolução do contágio, agiremos de acordo”, disse ele.

Bares e restaurantes, que em alguns casos já foram abertos apesar das restrições governamentais, devem regular a entrada de clientes de acordo com o que as licenças comerciais permitem, embora em locais com mais de 100 pessoas, a ocupação não possa exceder 85% as praças de alimentação de mercados e shopping centers também podem retomar suas atividades.

piscinas e restaurantes

Quanto às piscinas, que são cada vez mais procuradas devido a uma primavera extremamente quente e um verão que se aproxima, no momento elas podem ser liberadas, respeitando uma proporção de uma pessoa a cada 6 metros quadrados.

O governo israelense também aprovou a duplicação do número de clientes permitido em cada loja, que anteriormente era uma pessoa a cada 15 metros quadrados e agora é reduzida para 7, apesar de respeitar uma distância mínima de dois metros entre os clientes.

Em táxis e carros particulares, até duas pessoas poderão viajar nos assentos traseiros, ou um número ainda maior se todos os que ocupam o veículo morarem na mesma casa.

Siga Viva Israel no Instagram e facebook

Por sua vez, o transporte público de ônibus retomará seu horário normal de operação, com um máximo de 49 passageiros em cada unidade interurbana.

piscinas e restaurantes

Também foram canceladas as restrições a reuniões de 50 pessoas em um prédio fechado, bem como o máximo permitido de 19 participantes para as celebrações da circuncisão.

Os alívios foram aprovados devido a uma diminuição prolongada no número de novos pacientes, tendo em vista as medidas tomadas pelo governo para impedir a disseminação do coronavírus.

Inscreva-se já e fique por dentro das noticias de Israel e do mundo

* indicates required

David Elmescany

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Next Post

Lei iraniana proíbe o uso de tecnologia israelense

qua maio 27 , 2020
Apesar do Aiatolá Nasser Makarem Shirazi ter dito em março que Irã usaria uma vacina desenvolvida por Israel, a República Islâmica agora aprovou uma lei que proíbe. Uma lei aprovada na semana passada sobre “confrontar as forças hostis do regime sionista contra a paz e a segurança” impede qualquer cooperação […]