Israel espera reabrir o turismo a partir de abril

Os visitantes devem enviar um teste de coronavírus negativo e uma declaração de saúde aprovada pelas autoridades de imigração.

Nesta terça-feira, o Ministério da Saúde chegou a um entendimento com as autoridades de turismo sobre reabrir o turismo, um esquema que permitiria que turistas estrangeiros retornassem a Israel, pela primeira vez desde que o país fechou suas fronteiras para combater o coronavírus.

Autoridades de saúde e representantes da Associação de Operadores Turísticos em Israel condicionaram a implementação do plano ao progresso da campanha de vacinação no país e outros fatores relacionados à pandemia.

reabrir o turismo
Turistas posando para a foto no Mar Morto. (Shutterstock)

De acordo com o plano para reabrir o turismo, os visitantes que chegarem devem atender a uma série de condições.

Cada turista deve preencher uma declaração de saúde antes de chegar a Israel, que estará disponível no site do Ministério da Saúde. Eles só podem entrar em Israel depois que as autoridades de imigração aprovarem a declaração.

A princípio, serão apenas turistas que chegam de países com baixas taxas de infecção por COVID-19. Cada pessoa também será obrigada a apresentar um teste de coronavírus negativo feito pelo menos 72 horas antes da data de chegada.As restrições podem ser aliviadas à medida que a campanha de vacinação contra a COVID-19 progride em Israel.

reabrir o turismo
Um grupo de turistas e uma foto clássica de Jerusalém. (Shutterstock)

Os operadores israelenses que desejam hospedar grupos de turistas devem preencher um formulário especial e enviá-lo ao Ministério do Turismo, que inclui informações sobre os voos de chegada e partida do grupo, o local de acomodação e a rota do passeio, as informações pessoais dos participantes e os nomes do guia e motorista que acompanharão o grupo durante toda a sua estadia em Israel,

O líder do grupo terá que carregar um telefone celular com um número israelense para que as autoridades possam entrar em contato em cada estágio.

Um aplicativo de telefone será especialmente dedicado ao monitoramento do movimento do grupo.

Os visitantes também serão obrigados a comprar uma apólice de seguro que cubra uma possível quarentena ou tratamento para o coronavírus, se necessário.

reabrir o turismo
Israelenses na fila para viajar, no aeroporto Ben Gurión. (Moti Kimchi)

De acordo com dados fornecidos pela Incoming Tour Operators Association, cerca de 20% de todos os empregos no norte e sul de Israel dependem do turismo estrangeiro.

“Temos que começar a reabrir o turismo e fornecer oxigênio [à indústria do turismo] em abril, devemos publicar este esquema inicial agora e permitir que os organizadores se preparem de acordo”, disse Yossi Fatal, diretor da associação.

Leia mais:

“Israel tem esta oportunidade de ouro de lançar uma campanha de imagem como a primeira nação a vacinar a maioria de sua população [contra a COVID-19]. Perder esse tesouro de relações públicas será um desastre caro e desnecessário”, acrescentou.

Israel também se preparou para o lançamento do “Passaporte Verde” que será entregue àqueles que receberam ambas as doses do coronavírus. O passaporte isentará seu titular do auto-isolamento ao retornar a Israel do exterior ou entrar em contato com um portador confirmado de coronavírus.

Clique aqui e ajude a manter nosso site no ar.

Inscreva-se em nosso canal no YOUTUBE e fique por dentro de tudo que acontece em Israel!

David Elmescany

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Next Post

Novos acordos estão chegando entre Israel e outros países árabes?

qui dez 31 , 2020
Fontes de Jerusalém e Washington disseram que Indonésia, Mauritânia ou Omã poderiam se juntar aos países que já assinaram acordos de paz com Israel. Os acordos de paz aconteceriam antes do atual presidente, Donald Trump, deixar o cargo ao seu sucessor, Joe Biden. De acordo com informações fornecidas pela agência […]