Líder Supremo do Irã: “O vírus sionista não vai durar muito”

Pela segunda vez esta semana, Ali Khamenei, líder supremo do Irã, enviou mensagens ameaçadoras a Israel, um país que ele chamou de “um tumor cancerígeno do Oriente Médio”. “O vírus sionista não vai durar muito, o governo sionista será extinto”, disse Khamenei durante a comemoração do “Dia Al-Quds” (Jerusalém), em um discurso de meia hora que incluiu vários ataques ao Estado de Israel.

Líder Supremo do Irã
Ali Khamenei

O líder supremo iraniano argumentou que “na era moderna não há crime contra a humanidade comparável à ocupação da Palestina” e culpou os governos ocidentais pelo que ele considera um “estabelecimento destrutivo de Israel”.

Ele até se referiu ao sionismo como resultado de uma conspiração entre a Grã-Bretanha e os judeus.

O Líder Supremo do Irã aiatolá Khamenei expressou repetidamente seu conceito de Israel como “um tumor cancerígeno” e pediu ações terroristas, afirmando que “o levante deve continuar, a Jihad (guerra santa islâmica) está comprometida com a luta pela libertação da Palestina”.

Líder Supremo do Irã

Na terça-feira desta semana, já haviam sido emitidas duras ameaças a Israel vindas do Irã , divulgando uma ilustração de Jerusalém que incluía a presença de soldados palestinos, bandeiras do Hezbollah, imagens de líderes terroristas e uma frase ligada ao Shoah que evocava “O solução final”.

Booking.com

Desde a Revolução Islâmica de 1979, que determinou o início do governo do aiatolá, o Irã celebra o “Al Quds Day” no último jejum do Ramadã.

As ruas costumam estar cheias de manifestações nas quais as bandeiras de Israel são queimadas, embora neste ano, no contexto do coronavírus que atingiu a República Islâmica com força, as autoridades tenham solicitado que a população ficasse em suas casas.

2 comentários em “Líder Supremo do Irã: “O vírus sionista não vai durar muito””

  1. Claudio Nogueira Martins

    O Irã e demais paises q odeiam Israel lutam por uma causa boba, sem sentido, desnecessária. Perdem energia ficando em um assunto já consolidado: Israel.
    O tempo e energia q perdem com essa causa deveriam ser canalizados pra outros assuntos mais nobres.
    E vidas e mais vidas ceifadas por motivo q não alcançarão: destruição e aniquilação de Israel.
    E a maioria dessas vidas perdidas são as dos inimigos de Israel. Estão “dando soco em ponta de faça”.
    Até quando?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.