Arqueólogos fazem a descoberta mais importante desde os Manuscritos do Mar Morto

Caverna abrigava fragmentos de Bíblia com 2.000, além de artefatos da cultura local

Nesta terça-feira (16), a Autoridade de Antiguidades de Israel anunciou uma das descobertas mais importantes em décadas desde os Manuscritos do Mar Morto. O achado se trata de um texto bíblico com cerca de 2.000 anos, encontrado em uma caverna no deserto da Judeia. Junto a ele foram revelados outros artefatos e um esqueleto.

A operação para retirada dos materiais foi conduzida pelo Departamento de Arqueologia da Administração Civil, que ao longo de sete anos investigou uma série de cavernas na região desértica da Judeia, em Israel.

Os fragmentos encontrados do manuscrito bíblico têm cerca de 2.000 anos, e é escrito em grego e hebraico. O conteúdo é composto por passagens dos chamados “Profetas menores”, incluindo o livro de Naum.

O local onde foi encontrado o texto é chamado de “caverna do terror”, por estar localizado a mais de 80 metros abaixo de um penhasco, sendo o acesso possível somente por equipamentos de montanhismo. “Precisamos recuperar tudo o que encontramos nesta operação histórica.

Devemos garantir que as descobertas e tudo o que ainda não foi encontrado na caverna seja analisado e posto em segurança, antes de possíveis saqueadores”, afirmou o diretor do da AAI, Israel Hasson.

Booking.com

O perigo de ladrões se deve principalmente aos outros materiais encontrados junto com o manuscrito: uma cesta do período Neolótico, setas do período Romano e o esqueleto de uma criança datado de aproximadamente 6.000 anos. “Esse é definitivamente um momento muito importante.

Mostramos a todos pedaços da rica história e cultura da terra de Israel”, comentou Hananya Hizmi, chefe de gabinete do Departamento de Arqueologia.

Texto: Raphael Branco (colaborador no Rio de Janeiro)

Fontes: The Jerusalem Post, The Guardian

Leia mais: 

1 comentário em “Arqueólogos fazem a descoberta mais importante desde os Manuscritos do Mar Morto”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.