Ministro diz à Polícia de Israel para se preparar para um fechamento total

Ministro Gilad Menashe Erdan

O ministro da Segurança Pública Gilad Erdan (do partido Likud) disse à Polícia de Israel e outras forças de segurança que eles estão se preparando para a eventual decisão do governo de implementar um fechamento total das atividades no país.

Erdan disse que essa decisão poderá ser tomada nos próximos dias.

“A decisão de implementar um fechamento completo é uma decisão muito difícil, mas na situação atual é inevitável, e é preferível tomar medidas difíceis por um curto período de tempo para derrotar o coronavírus no menor tempo possível e evitar mortes”. disse o ministro.

No quadro de um fechamento total, apenas trabalhadores essenciais poderão deixar suas casas, e o restante dos cidadãos poderá sair apenas para comprar suprimentos ou receber tratamento médico. A polícia será responsável por garantir o isolamento geral, enquanto o Comando de Defesa Civil das Forças de Defesa de Israel (Pikud Haoref) ou Defesa Civil fornecerá aos civis os suprimentos necessários.

O professor Gabi Barbash, que anteriormente atuou como diretor do Hospital Sourasky-Ichilov em Tel Aviv e diretor geral do Ministério da Saúde, enfatizou a importância de seguir as diretrizes do governo durante uma entrevista na rádio FM 103.

“Nenhum país do mundo conseguiu controlar isso, exceto com quarentena”, disse ele. “O número de pacientes em recuperação me preocupa menos. O que me preocupa é o número de pessoas que são positivas.”

“Isso crescerá geometricamente. Se hoje temos 400 em mais três dias teremos 800 e três dias depois em 1600”, afirmou.

David Elmescany

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Next Post

Israel permite que as pessoas infectadas sejam espionadas digitalmente.

qua mar 18 , 2020
O governo de Israel aprovou sem esperar a autorização do Parlamento para expandir o uso de tecnologia avançada para monitorar aqueles infectados pelo coronavírus e possíveis infectados, em uma decisão controversa que afeta o direito à privacidade. O regulamento – anunciado há alguns dias pelo primeiro-ministro, Benjamin Netanyahu – permite […]
Hacker