Mossad impede ataques a cidadãos israelenses na Turquia, nos últimos dois anos

Informação foi divulgada através de relatório do serviço de Inteligência  

Mossad

De acordo com relatório divulgado na última semana pela Mossad, o serviço de inteligência de Israel, 12 ataques terroristas contra cidadãos israelenses, na Turquia, foram impedidos de acontecer nos últimos dois anos. As ações contaram com apoio do Serviço Nacional de Inteligência da Turquia.

O documento foi divulgado após um canal de TV israelense mostrar um caso de tentativa de assassinato na Turquia. De acordo com a imprensa turca, um empresário israelense seria alvo de um ataque que foi sabotado pelas unidades de inteligência de ambos os países.

O ataque teria sido comandado pelo Irã.

Texto: Raphael Branco (colaborador no Rio de Janeiro)

Fonte: Monitor do Oriente Médio

Booking.com

1 comentário em “Mossad impede ataques a cidadãos israelenses na Turquia, nos últimos dois anos”

  1. Cometer crimes contra judeus hoje, é tão normal como foi no passado.
    Em Portugal qualquer peste, terremoto ou opinião contrária às ideias vigentes, dava origem a massacres, nunca castigados, levados à justiça ou com condenações.
    A igreja católica colocava como obrigação das cruzadas, matar todos os judeus que encontrassem.
    Na Rússia, deportavam-se judeus, criou-se uma nação judaica no norte da China (zona pantanosa e sem condições de vida) unicamente para aniquilar um povo que, curiosamente, colaborava para o crescimento da nação.
    Hoje, França, Alemanha, Bélgica, EUA, continua-se a achar normal, bater e matar cidadãos unicamente porque são algo que, provavelmente seus tetravós foram.
    A ignorância é pior que uma faca. O ódio sem sentido, uma religião que devia ser proibida de ser pregada.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.