Descobriram mais casos de COVID-19, como a mutação britânica

Há 117 casos novos da mutação britânica, dos quais apenas seis pessoas retornaram a Israel do exterior, o que significa que outras foram infectadas localmente.

Após o alarme de que existia uma mutação do vírus COVID-19 que foi detectada na Grã-Bretanha, em todo o mundo vários países se juntaram à lista de infectados com essa cepa.

Em Israel, foram descobertos mais 117 casos de pessoas infectadas com a mutação britânica do novo coronavírus, conforme informou nesta sexta-feira o Ministério da Saúde, elevando o número total desses casos para 147.


Curso de Hebraico Moderno CLIQUE AQUI

Siga Viva Israel no Instagram e facebook

Inscreva-se em nosso canal no YOUTUBE e fique por dentro de tudo que acontece em Israel!


 

Dos doentes, apenas seis pessoas retornaram a Israel do exterior. Os demais foram infectados localmente, o que, segundo o ministério, poderia explicar o aumento rápido e significativo da morbidade nas últimas semanas.

Yuli Edelstein, Ministra da Saúde, em uma coletiva de imprensa antes da reunião do Gabinete do Coronavírus.
Yuli Edelstein, Ministro da Saúde, em uma coletiva de imprensa antes da reunião do Gabinete do Coronavírus.

Além disso, o ministério disse que o Laboratório de Pesquisa de Doenças Infecciosas do Centro Médico Sheba está avaliando as amostras de 15 pessoas que retornaram a Israel da África do Sul nos últimos dias e que testaram positivo para coronavírus para determinar se carregam a variação sul-africana.

Leia mais:

Eles também estão testando cinco pessoas que foram infectadas por eles, até agora, disse o ministério, nenhum caso da variante sul-africana foi descoberto em Israel.

No final da quinta-feira, o Comitê Ministerial sobre Coronavírus aprovou que todos os israelenses que estavam na África do Sul, Botswana, Zâmbia ou Lesoto dentro de 14 dias de sua chegada a Israel devem ser colocados em quarentena em um hotel estatal e permanecer por la 14 dias. A decisão vale até 17 de janeiro e será reavaliada.

mutação britânica
Centro de testes de coronavírus na Praça Rabin, em Tel Aviv.

Descobriu-se que essas novas variantes do coronavírus espalham o vírus muito mais rápido do que a cepa original. Na manhã de sexta-feira, a Pfizer informou que sua vacina parecia funcionar contra essas novas variantes, de acordo com um estudo laboratorial realizado.

Quando perguntado no início desta semana pelo The Jerusalem Post se há o perigo de que as vacinas Pfizer e Moderna não sejam mais eficazes, o professor Jonathan Gershoni, da Escola Shmunis de Biomedicina e Pesquisa do Câncer da Universidade de Tel Aviv, disse: “Eu honestamente, acho que não. Portanto, devemos continuar a vacinar rapidamente.”

mutação britânica

Mais de 1,7 milhão de israelenses já receberam a primeira dose da vacina contra a COVID-19 desde que o país lançou sua campanha de inoculação, informou hoje o ministro da Saúde, Yuli Edelstein, que especificou que nas últimas 24 horas 115 mil pessoas foram vacinadas.

Edelstein, que foi o segundo israelense a receber a vacina depois do primeiro-ministro Benjamin Netanyahu, está programado para receber a segunda dose da vacina no sábado à noite.

Por sua vez, o primeiro-ministro Netanyahu garantiu ontem à noite que haverá vacinas suficientes para inocular todos os israelenses com mais de 16 anos até o final de março.“Seremos o primeiro país a sair do coronavírus”, disse Netanyahu. “Vamos vacinar todas as populações relevantes e quem quiser pode se vacinar“, disse ele.

mutação britânica

O primeiro-ministro disse que outro carregamento de vacinas deve chegar no domingo, e muitos mais se seguirão pouco depois. Nesse contexto, ele explicou que Israel chegou a um acordo com a Pfizer para aumentar o número de vacinas, o que transforma o país em uma “nação modelo” sobre como sair da pandemia.

“Este é um grande avanço que nos tirará da crise do coronavírus e nos trará de volta à vida”, disse Netanyahu. “É assim que abriremos a economia, retornaremos ao trabalho, e à vida que amamos e sentimos falta”, acrescentou.

Fonte:

David Elmescany

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Next Post

Fim do mundo? 'Códigos secretos' da Bíblia podem ter sido revelados por rabino

dom jan 10 , 2021
Códigos bíblicos que contêm uma profecia do iminente fim do mundo em 2021 foram decifrados, segundo estudiosos. Os códigos ocultos poderiam ser uma premonição do que está por vir, incluindo a derrota de Donald Trump, Holocausto, o atentado de 11 de setembro nos EUA e a queda do avião ucraniano, abatido pelo […]
Código da Biblia