O plano de quatro fases para retornar à normalidade em Israel

O Conselho de Segurança Nacional elaborou um plano para retornar à normalidade do país e sair do estado de emergência para reavivar a economia em quatro fases que ocorrerão de forma progressiva.

normalidade em Israel

Sendo assim, um grupo de especialistas e acadêmicos projetou esse modelo para que a vida na terra santa possa ser retomada de forma progressiva após as severas medidas para conter o coronavírus que paralisaram a economia local, e que serão apresentadas na próxima semana ao Parlamento.

PRIMEIRA FASE: ÂMBITO FINANCEIRO E INDUSTRIAL

O plano para retornar à normalidade contempla uma primeira etapa na qual trabalhadores dos setores financeiro, de alta tecnologia ou industrial que empregam mais de 10% da população retornem ao trabalho adotando regras para evitar o contágio: com máscaras, distância de dois metros e regras rígidas de higiene.

Nesta fase, o transporte público, que no momento está funcionando de forma reduzida, também seria ampliado, os centros de educação especial ou pré-escola poderiam reabrir e os escritórios do setor público retomariam suas atividades em 50%.

normalidade em Israel

SEGUNDA FASE: COMÉRCIO E NEGÓCIOS NÃO ESSENCIAIS

O segundo passo seria a abertura de lojas e negócios não essenciais, atualmente fechados, e o retorno as escolas de crianças entre 6 e 10 anos.

Booking.com

TERCEIRA FASE: BEBIDAS, REFEIÇÕES E ESCOLAS

Essa fase inclui o retorno as salas de aula dos maiores de 10 anos, embora seja recomendável que as universidades continuem o curso de maneira virtual.

A abertura de cafés, bares e restaurantes também será permitida, embora as regras básicas de higiene e distância social devam ser mantidas.

Reuniões em espaços públicos com grandes multidões permanecerão proibidas, como por exemplos shows.

QUARTA FASE: LAZER, CULTURA E COMPRAS

A última fase do plano só será adotada quando a pandemia estiver sob controle. Isso inclui espaços de lazer e cultura, como cinemas e teatros. 

Também será neste momento que serão permitidos o retorno aos shoppings, realização de competições esportivas e a retomada de vôos com passageiros. Assim, a volta do turismo ao país não é esperado até um estágio avançado.

O plano para voltar a normalidade no entanto, não inclui a liberdade de circulação ao mesmo tempo para todos os cidadãos

A população em risco e os maiores de 60 anos devem permanecer isolados à medida que essas fases progridem (cada etapa durará 2 semanas) ou até as autoridades acharem que o risco de contágio tenha diminuído.

Além das 4 fases que serão discutidas, matemáticos da Universidade de Bar Ilán propuseram um modelo para dividir a população em dois grupos, que alternariam entre isolamento e atividade rotineira a cada semana para manter a economia ativa em 50% enquanto metade do país estiver enclausurada, minimizando assim possíveis infecções.

Normalidade em israel

Conclusão

O governo, que impôs o uso de máscaras e luvas, encerrou a atividade e fechou as cidades mais afetadas, está procurando maneiras para reativar a economia, que sofreu um duro golpe com o fim do turismo, a paralisia de indústrias e o aumento do desemprego em cerca de 4% a 25%.

Esta é a primeira proposta oficial divulgada no país, embora outras organizações e centros de estudos tenham realizado seus próprios estudos, como a descrita pela universidade Bar Ilan, para contribuir com o debate e a tomada de decisões.

Agora só nos resta esperar pelas “cenas dos próximos capítulos” para saber o futuro da nossa querida terra santa, Israel.

2 comentários em “O plano de quatro fases para retornar à normalidade em Israel”

  1. Bom dia!
    Minha caravana seria dia 16 de junho, vcs acreditam que será possível manter, ou terá que ser reagendada?
    Meu voo seria Brasi/Paris/Tel Aviv

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.