O Presidente da Ucrânia discursará no parlamento israelense

O Presidente da Ucrânia Zelensky já falou nos parlamentos do Reino Unido e da União Europeia. 

Volodymyr Zelensky, presidente da Ucrânia, falará nos próximos dias perante os 120 parlamentares israelenses, conforme estabelecido na quinta-feira em um acordo entre Miki Levy, presidente do Knesset; e Yevgen Korniychuk, embaixador da Ucrânia em Israel.

“Será uma honra para o Knesset receber o presidente Zelensky para que ele possa se dirigir a todos os membros do parlamento”, disse Levy ao embaixador, no contexto da guerra que eclodiu na Ucrânia após a invasão russa.

Zelensky Ucrâniapresidente da ucrânia
Presidente da ucrânia

O discurso de Zelensky, cuja data será marcada nos próximos dias, será realizado virtualmente. Nos últimos dias, o presidente ucraniano também falou nos parlamentos do Reino Unido e da União Europeia.

Nesta quinta-feira, Zelenski disse que havia falado novamente com o primeiro-ministro israelense Naftali Bennett e lhe agradeceu por seus esforços de mediação com o governo russo.

Futuro hospital israelense na Ucrânia

Booking.com

“Conversamos sobre como acabar com a guerra e a violência”, disse o presidente ucraniano, após a quarta conversa entre os líderes desde o início da guerra.

Putin Bennett

O papel israelense na mediação, em coordenação com a liderança ucraniana e as potências ocidentais, é levar a palavra do presidente russo Vladimir Putin à mesa de negociações.

Bennett, que recentemente visitou Putin em Moscou, transmite as propostas ocidentais e recebe as respostas russas a essas propostas.

A liderança ocidental pediu a Bennett que consulte Putin sobre sua perspectiva sobre a situação atual e o que acontecerá se nenhum acordo for alcançado no futuro próximo. Israel diz que eles não levantaram propostas, nem pretendem pressionar Zelensky a aceitar ou rejeitar qualquer oferta de Putin.

Ucrânia e os palestinos

1 comentário em “O Presidente da Ucrânia discursará no parlamento israelense”

  1. Acho uma grande covardia o que os russos estão fazendo na Ucrânia.Agora,em tom de superioridade e desprezo,o,parece ser o 1º ministro russo,acaba de afirmar que ‘nós nem começamos a atacar a Ucrânia”.
    Nós não estamos do lado de Putin mas também não apoiamos Biden,presidente ilegítimo,nem a OTAN e nem a UE.Todos esses foram ,ou estão sendo,’amigo da onça’ da Ucrânia pois provocaram os russos e na hora ‘H’ abandonaram a Ucrânia para ser ‘boi de piranha’.
    Nós torcemos pelo sofrido povo ucraniano e clamamos a Deus por ajuda.
    Quantos aos russos que a Palavra de Deus se cumpra neles:”A soberba precede a ruína,e a altivez do espírito,a queda”(Pv 16.18).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.