OMS: Pandemia “se acelera”, mas pode-se “mudar sua trajetória”

iretor da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus
Diretor da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus

A pandemia de coronavírus “está se acelerando”, mas sua trajetória pode ser alterada, estimou a Organização Mundial da Saúde (OMS) nesta segunda-feira, instando os países a “atacar” a doença realizando testes de diagnóstico em todos os casos e colocando em quarentena os parentes de quem está infectado.

“Mais de 500.000 casos de transmissão Covid-19 foram relatados até o momento. É de partir o coração. A pandemia está se acelerando”, mas “podemos mudar sua trajetória”, disse o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus.

A epidemia levou 67 dias para atingir 100.000 infecções, mais 11 para atingir 200.000 e apenas quatro dias depois atingiu 500.000 casos, disse ele, em uma coletiva de imprensa virtual em Genebra.

Esse número de casos, no entanto, reflete apenas parte do número real de infecções, uma vez que muitos países realizam apenas testes de diagnóstico para aqueles que precisam de hospitalização.

“O que mais importa é o que fazemos. Você não pode vencer uma partida de futebol apenas se defendendo. Você precisa atacar”, enfatizou o chefe da OMS.

“Pedir às pessoas que fiquem em casa e (estabelecer) outras medidas físicas de distanciamento é uma maneira importante de retardar o avanço do vírus e economizar tempo, mas são medidas defensivas que não nos ajudarão a vencer”, alertou.

O diretor da OMS reconheceu que alguns países têm dificuldades em aplicar essas “medidas ofensivas” devido à falta de recursos.

Por outro lado, condenou a administração de medicamentos a pacientes infectados antes que a comunidade científica concordasse com sua eficácia.

“Pequenos estudos, feitos a partir de observações, não nos darão as respostas que precisamos”, alertou.

“O uso de medicamentos que não foram testados e cuja eficácia é desconhecida pode gerar falsas esperanças e causar mais mal do que bem, além de causar escassez de medicamentos essenciais para o tratamento de outras doenças”, lembrou.

Inscreva-se já e fique por dentro das noticias de Israel e do mundo

* indicates required

David Elmescany

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Next Post

Israel anuncia novas regras de isolamento social.

sex mar 27 , 2020
O primeiro-ministro Benjamin Netanyahu, aprovou na noite de terça-feira dia 24/03 novas regras para tentar reduzir a propagação do coronavírus no país. Durante sete dias, haverá distância limitada para quem sair às ruas, além do fechamento de sinagogas e de redução de 25% na frota atual do transporte público. Há […]
Primeiro Ministro