Israel será atingido por onda de calor com alta umidade nos próximos dias

onda de calor

As temperaturas começarão a subir gradualmente no domingo, disse o Serviço Meteorológico de Israel, enquanto o país se prepara para uma onda de calor no final desta semana.

O domingo terá tempo parcialmente nublado, já que as temperaturas permanecem próximas da média na maioria das áreas do país, mas começarão a subir lentamente nos próximos dias e continuarão a aumentar ao longo da semana.

A segunda-feira terá temperaturas mais altas em todo o país, e os meteorologistas dizem que as pessoas devem esperar “ondas de calor graves a extremas na maior parte do país” de terça a quinta-feira.

O relatório também alertou para altos níveis de umidade ao longo da costa do país ao longo da semana.

O aumento da temperatura será acompanhado por altos níveis de umidade, o que significa que ficará muito mais quente e poderá representar um risco à saúde de alguns.

Até agora, Israel experimentou temperaturas de verão relativamente médias este ano.

Enquanto isso, a Europa passou por uma onda de calor que provocou incêndios no sul do continente e fez com que os termômetros subisse acima de 40°C (104°F) no Reino Unido pela primeira vez registrada.

LEIA MAIS
A varíola do macaco pode ser um novo tipo de DST
Fechar a Agência Judaica prejudicaria os laços Israel-Rússia
Um dia estranho está chegando à América

Nos Estados Unidos, um rápido incêndio florestal perto do Parque Nacional de Yosemite começou no sábado em um dos maiores incêndios florestais do ano na Califórnia, provocando ordens de evacuação de milhares de pessoas e desligando a energia de mais de 2.000 casas e empresas.

Cientistas do clima alertaram que esses eventos climáticos extremos se tornarão mais frequentes devido ao aquecimento global.

De acordo com um relatório recente do jornal Haaretz, o IMS prevê que o país sofrerá ondas de calor com duração de 7 a 10 dias a partir de 2030, com temperaturas chegando a 50°C em algumas partes do país.

Em 2060, o número médio de ondas de calor anuais aumentará de suas atuais quatro para seis, com a temperatura média no verão saltando de 33,5°C para 35°C, de acordo com as estimativas atuais.

As máximas diárias durante as ondas de calor chegarão a meados dos 40 e às vezes 50 ° C no Vale do Jordão, no norte do país, até 2050, enquanto o Negev, no sul de Israel, também experimentará dias chegando a 40 ° C a 45°C.

O IMS também alertou que Israel terá 8 a 13 dias a menos de chuva nos próximos anos, de acordo com um relatório do Canal 12.

Israel experimentou seu dia mais quente da história em 4 de setembro de 2020, com temperaturas na cidade litorânea de Eilat, no sul, registradas em 48,9 ° C.

Fonte