As regras de viagem para Israel mudam e aqui estão os detalhes

1
regras de viagem para Israel

Regras de viagem para Israel:

Quais vacinas são aprovadas? Quais documentos eu preciso levar? Tudo o que você precisa saber antes de vir para a Terra Santa.

O novo plano para turistas que chegam em Israel deve começar no dia 1 de novembro, com viajantes individuais que atendem aos critérios capazes de chegar ao país sem qualquer permissão especial. O conceito é abrir os céus para mais viajantes interessados em visitar o estado judeu.

“O Ministério do Turismo de Israel tem o prazer de saudar o tão esperado retorno de turistas individuais vacinados”, disse o ministério no domingo em um comunicado. “Mais uma vez, turistas de todo o mundo podem fazer suas reservas e desfrutar dos produtos turísticos únicos, variados e seguros que Israel tem a oferecer.”

No entanto, no domingo à noite, centenas de viajantes ficaram presos em aeroportos incapazes de embarcar em seus voos até que as companhias aéreas fossem atualizadas sobre a nova política e disseram que poderiam deixar as pessoas embarcarem com base em seus documentos de vacinação.

Booking.com

Um formulário especial, que os viajantes estavam sendo solicitados a preencher, ainda não foi atualizado de acordo com as novas regras, e uma fonte do Ministério da Saúde disse que não deveria ser atualizado até por volta do meio-dia da segunda-feira .

Supondo que as peças se encaixem, com a ajuda do Ministério da Saúde, aqui estão os detalhes que você precisa saber se é elegível para entrar em Israel e, em caso afirmativo, como fazê-lo:

Quem pode entrar em Israel?

Qualquer estrangeiro que:

  • Foi vacinado com uma vacina aprovada pela Organização Mundial da Saúde ou com a vacina russa Sputnik V, mas apenas de acordo com certas condições (veja abaixo)
  • Recuperado do coronavírus nos últimos seis meses ou recebeu uma vacina de reforço desde que se recuperou há mais de seis meses, mas apenas de acordo com certos critérios (veja abaixo)
  • Não passou tempo em um país “vermelho” com altas taxas de infecção nos 14 dias anteriores à chegada a Israel
  • Chega pelo Aeroporto Ben-Gurion.

Quais vacinas têm aprovação da OMS?

  • Moderna
  • Pfizer
  • Johnson & Johnson/Janssen
  • AstraZeneca
  • Covishield
  • Sinopharm
  • Sinovac.

Quais são as regras para visitantes vacinados?

Para todas as vacinas aprovadas pela OMS, exceto Johnson & Johnson, os seguintes critérios se aplicam:

  • Pelo menos 14 dias se passaram desde que o indivíduo recebeu duas doses dessas vacinas ou um reforço e não mais do que 180 dias.

Para aqueles que receberam a vacina Johnson & Johnson:

  • Pelo menos 14 dias se passaram desde que o indivíduo recebeu a vacina Johnson & Johnson (Johnson & Johnson é uma vacina de única dose) e não mais do que 180 dias.

E quanto a uma pessoa recuperada?

  • As pessoas que se recuperaram do covid devem ter um documento que o sistema do Ministério da Saúde possa autenticar digitalmente, ou seja, um certificado de recuperação ou teste PCR
  • A pessoa deve ter sido infectada pelo menos 11 dias antes da tentativa de entrada e não mais do que 190 dias, a menos que tenha recebido uma dose de reforço de uma vacina aprovada pela OMS.

O Sputnik V é diferente?

  • Estrangeiros vacinados com Sputnik só podem começar a entrar no país em 15 de novembro e devem fazer um teste sorológico na chegada. Somente quando um resultado sorológico positivo é recebido, esses indivíduos podem deixar o isolamento
  • Esses indivíduos devem ter recebido duas injeções ou um reforço da vacina Sputnik V pelo menos 14 dias antes da entrada e não mais do que 180 dias antes
  • Se uma pessoa que recebeu Sputnik chegar e o teste sorológico for negativo, o viajante poderá escolher entre ficar em Israel isolado por um período mínimo de sete dias ou voltar imediatamente para casa.

O que deve ser feito antes de entrar em Israel?

  • Um teste de PCR até 72 horas antes de embarcar no avião, que precisará ser apresentado no portão
  • Os passageiros precisam fazer o upload de sua vacina digital verificável ou certificado de recuperação ou suas certificações em papel no formulário de passageiro que chega no site do Ministério da Saúde para receber seu Green Pass antes da viagem. Se uma pessoa não tiver um certificado digital, o indivíduo também precisará preencher um pedido para encurtar o período de isolamento para receber um Green Pass; essa documentação também precisará ser apresentado
  • Um indivíduo recuperado também precisará trazer este certificado de recuperação digital
  • Antes do embarque, os indivíduos que não atendem a esses critérios, mas receberam uma autorização de entrada excepcional do Ministério do Interior, também precisarão apresentar esta documentação
  • Seguro de viagem também é necessário.

O que acontece na entrada?

  • As pessoas devem fazer um teste de PCR no aeroporto e esperar isoladamente até receberem um resultado negativo.
  • Aqueles vacinados com Sputnik V devem fazer um teste de PCR e um teste sorológico
  • Se uma pessoa testar positivo para COVID-19 durante sua estadia em Israel, o indivíduo será transferido para um hospital ou hotel estatal contra coronavírus sob os auspícios do Home Front Command. Todo o tratamento médico será às custas do estrangeiro e da apólice de seguro do indivíduo.

Quais são as penalidades por quebrar as regras?

  • Um estrangeiro que apresentar um documento falsificado terá sua entrada negada em Israel por cinco anos
  • Um estrangeiro que testar positivo para COVID-19, mas se recusar a ficar em um hotel ou violar as regras de isolamento, terá sua entrada negada em Israel por cinco anos
  • Um estrangeiro que não foi considerado positivo para COVID-19, mas ainda viola as regras de isolamento, terá sua entrada negada em Israel por três anos.

Leia mais:

Israel começou um exercício militar de uma semana para preparar sua frente interna

Viva Israel

One thought on “As regras de viagem para Israel mudam e aqui estão os detalhes

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Next Post

Israel aprova a entrada de turistas não vacinados com a dose de reforço

ter nov 9 , 2021
O gabinete do coronavírus de Israel votou no domingo à noite para permitir a entrada de turistas estrangeiros no país, mesmo que não estejam imunizados com a vacina de reforço, e tivessem recebido apenas duas doses há mais de seis meses. Em uma votação por telefone, o gabinete aprovou a […]