Sirenes falsas de alerta de foguetes em Jerusalém

sirenes de alerta
Sistema de alarme de mísseis e foguetes

As falsas sirenes de alerta de foguetes que foram ativadas em partes de Jerusalém e Eilat na noite de domingo podem ter sido causadas por um ataque cibernético, confirmou a IDF na manhã de segunda-feira.

Durante a noite de domingo, sirenes de foguetes soaram em vários bairros de Jerusalém, incluindo Talpiot, Katamon e Beit Hakerem, bem como em Eilat por quase uma hora. A razão para isso foi um mau funcionamento do sistema, embora a causa disso fosse desconhecida. 

LEIA MAIS
Tropas devem se preparar para lutar na Europa em meio à ameaça da Rússia
Israel responderá a qualquer ataque iraniano com força
Foguete disparado de gaza em direção ao sul de Israel

No entanto, na manhã de segunda-feira, a Rádio do Exército informou que a Diretoria Nacional Cibernética de Israel (INCD) suspeitava que um ataque cibernético estava por trás do mau funcionamento do sistema, que o INCD confirmou logo após a publicação do relatório inicial.

O INCD suspeita que o ataque foi dirigido contra os sistemas de sirenes municipais e não através do sistema de alerta do Comando de Frente Doméstica das IDF, e foi através do acesso que os atacantes conseguiram ativar os alarmes. 

As autoridades competentes foram instruídas a tomar medidas preventivas contra a ameaça.

Falando à Rádio do Exército na manhã de segunda-feira, o ex-vice-chefe do Estado-Maior da IDF Yair Golan respondeu ao relatório, dizendo que Israel está se preparando para tentativas iranianas de prejudicar o país por meio de guerra cibernética.

“O sistema de alarme do Comando da Frente Doméstica não foi rompido, o sistema de sirene municipal sim, mas é muito preocupante e perturbador”, disse. “Se houver um ponto de violação lá, ele deve ser fechado imediatamente.”