Israel pretende vender sistema de defesa aéreo para os Emirados Árabes Unidos

País árabe é ameaçado por grupos armados do Iêmen, apoiados pelo Irã

sistema de defesa aéreo
O domo de ferro

Após um ataque de foguetes durante a visita do presidente israelense Isaac Herzog à Abu Dhabi, nos Emirados Árabes Unidos, no início desta semana, o governo israelense afirmou que pretende vender sistema de defesa aéreo para o país do Golfo Pérsico. De acordo com fontes militares de Israel, o ataque foi realizado pelo Irã.

Esta venda de equipamentos de defesa está sendo discutida nos bastidores da diplomacia entre os dois governos. O sistema seria parecido com o “Domo de Ferro”, que protege Israel de ataques aéreos por meio da interceptação de mísseis lançados por terra.

Estes acordos são vistos por especialistas e observadores internacionais como uma tática de defesa regional contra a ameaça iraniana. De acordo com uma rede de notícias israelense, ainda não há uma decisão sobre esta venda; que pode ocorrer tanto para os EUA quanto para a Arábia Saudita.

Aprenda hebraico simples

Ataque iraniano

Booking.com

O ataque aconteceu no último domingo (30), durante a chegada do presidente Herzog à capital árabe. O Ataque ocorreu através de um míssil balístico disparado pelos Houthis, um grupo extremista do Iêmen apoiado pelo Irã. O míssil foi interceptado e destruído sem atingir o alvo e causando vítimas e destruição.

“Nosso ataque prova que os Emirados Árabes Unidos não estão a salvo se continuar em serviço junto com os inimigos sionistas [israelenses] em Abu Dhabi e Dubai”, comunicou um porta-voz do grupo armado.

Farmacêutica diz que Ivermectina mostrou efeito antiviral contra Omicron

Contexto

Os Emirados Árabes Unidos fazem parte de uma coalizão militar que apoia o governo do Iêmen na luta contra os Houthis. Em 2019, os EUA retiraram as tropas do país, mas continuam com influência interna.

A guerra civil no Iêmen começou em 2014 quando os Houthis tomaram a capital Sanaa. O grupo é financiado por Teerã, capital iraniana, que busca aumentar suas forças no Oriente Médio.

Já em Israel, os laços com os EUA se firmaram durante o acordo diplomático conhecido como “os Acordos de Abraão”. Estes acordos foram implementados por meio dos Estados Unidos de Donald Trump, entre o governo israelense e os países árabes do Golfo.

Texto: Raphael Branco (colaborador no Rio de Janeiro

Fonte: The Times of Israel

3 comentários em “Israel pretende vender sistema de defesa aéreo para os Emirados Árabes Unidos”

  1. “Abençoarei os que te abençoarem e amaldiçoarei os que te amaldiçoarem”(Gn 12.3).Esperamos que a situação dos Emirados Árabes Unidos melhore significativamente se ,de fato,esse país abençoar Israel,a começar,pelo aumento da segurança contra ataques terroristas promovidos pelo Irã usando os Houthis como peça de manobra.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.