Arqueólogos confirmam destruição de cidade que pode ter sido a Sodoma bíblica

3

Estudos indicam explosão cósmica mais poderosa que a bomba de Hiroshima

Em um recente artigo publicado na revista Scientific Reports, pesquisadores americanos da Universidade da Califórnia, relataram evidências de que uma explosão cósmica destruiu uma antiga cidade ao sul do Vale do Jordão. Os dados científicos podem coincidir com os textos bíblicos que narram a destruição de Sodoma.  

Os estudos aconteceram no sítio arqueológico da cidade de Tall el-Hammam, próximo ao Mar Morto, onde os pesquisadores encontraram fragmentos de cerâmica, vidro e material de construção derretido, em uma camada de terra datada da Idade do Bronze Médio II, há cerca de 3.600 anos atrás. A descoberta de vidro neste período chamou atenção, visto que a tecnologia da época não permitia temperaturas acima de 2.000 graus Célcius.

Booking.com

Após análises no solo, os cientistas encontraram pequenas esferas ricas em ferro e sílica, metais derretidos e quartzo de choque – grãos de areia com a estrutura cristalina deformada em resultado de pressão extremamente alta.

Como apontam pesquisas anteriores, perto da cidade de Tall el-Hammam, ocorreu uma explosão na sequência da queda de um corpo celeste, parecido com o meteorito de Tunguska, na Sibéria – em 30 de junho de 1908, um meteorito atingiu a região com uma potência superior a 1.000 vezes a bomba atômica lançada em Hiroshima durante a Segunda Guerra Mundial -, o evento destruiu um palácio e edifícios ao redor, além de causar a morte de pessoas. Esta destruição é comprovada por escavações de paredes e fragmentos de ossos humanos.

“Tall el-Hammam talvez seja a segunda cidade mais velha a ser destruída por um impacto cósmico após Abu Hureyra, na Síria. E possivelmente o local mais antigo por onde a tradição oral levou os acontecimentos a serem escritos em Gênesis”, afirma o artigo.

Leia mais:

O governo votou para remover a proibição de viajar para a Turquia, Brasil e Bulgária

Relato bíblico

De acordo com Gênesis, primeiro livro da Torá ou Antigo Testamento, é narrado um cataclisma cósmico que levou à destruição das cidades de Sodoma e Gomorra.

“Saía o sol sobre a terra, quando Ló entrou em Zoar. Então, fez o SENHOR chover enxofre e fogo, da parte do SENHOR, sobre Sodoma e Gomorra. E subverteu aquelas cidades, e toda a campina, e todos os moradores das cidades, e o que nascia na terra. […] e olhou para Sodoma e Gomorra e para toda a terra da campina e viu que da terra subia fumaça, como a fumarada de uma fornalha.” – Gênesis, 19.23-28

Texto: Raphael Branco (colaborador no Rio de Janeiro)

Fonte: Scientific Reports

Raphael Branco

3 thoughts on “Arqueólogos confirmam destruição de cidade que pode ter sido a Sodoma bíblica

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Next Post

Robô armado para patrulhar fronteiras voláteis

seg out 4 , 2021
Uma empresa israelense da indústria de defesa apresentou nesta segunda-feira (3) um robô armado controlado por controle remoto com capacidade para patrulhar áreas de fronteira e rastrear infiltrados. O veículo não tripulado é a mais recente adição ao mundo da tecnologia de drones, que está moldando o campo de batalha […]