Soldado israelense morto em operação antiterrorismo na Judéia e Samaria

Um soldado israelense foi morto na Judéia e Samaria nesta terça-feira (12) quando uma grande pedra foi jogada contra ele perto da cidade de Jenin.

O sargento Amit Ben Yigal, 21, e seus companheiros de uma unidade de reconhecimento da Brigada Golani estavam realizando uma operação para prender quatro suspeitos de terrorismo na vila de Yabed, disseram as Forças de Defesa de Israel (IDF).

Quando as tropas estavam deixando a vila, uma grande pedra foi lançada do telhado de um dos prédios em que foram feitas prisões. O terrorista esperou o soldado erguer os olhos e jogou a pedra na cabeça dele. Ben Yigal sofreu ferimentos graves.

Soldado israelense
O sargento Amit Ben Yigal foi morto na Judéia e Samaria.

O soldado foi levado para o hospital Rambam em Haifa, mas nao resistiu aos ferimentos. Após o incidente, as tropas da IDF começaram a procurar os autores do ataque. O primeiro-ministro Benjamin Netanyahu disse após o incidente que Israel encontrará os terroristas responsáveis.

Soldado israelense
Primeiro Ministro Benjamin Netanyahu

O ministro da Defesa Naftali Bennet disse que a IDF perseguirá os terroristas responsáveis ​​pela morte do soldado e os levará à justiça.

O presidente Reuven Rivlin honrou o soldado e também prometeu que Israel encontrará os assassinos. “Neste momento difícil, meus pensamentos estão com a família do sargento Amit Ben Yigal, que caiu na noite passada defendendo todos nós.

Dói que sua vida tenha sido cortada no auge de sua juventude. Nossas forças alcançarão os terroristas desprezíveis e a justiça será feita. Abençoada seja sua memória – disse Rivlin.Ben Yigal, é a primeira vítima das IDF na Judéia e Samaria desde o início do ano.

Curso de HebraicoRenda Online27 Dias Para Secar

Seu pai disse à rádio Kan que Amit era seu único filho. “Ele era o propósito da minha vida. Não sei como vou continuar.

A organização terrorista do Hamas realizou o assassinato. “O incidente demonstra a capacidade de nosso povo de continuar sua luta contra a ocupação até que o Exército de Israel e os colonos sejam expulsos”.

No comunicado divulgado pelo Hamas, a organização afirmou que os palestinos estão lutando contra as intenções de Israel de anexar partes da Judéia e da Samaria, e que somente eles determinarão o destino do conflito entre israelenses e palestinos. E eles acrescentaram que os palestinos prevalecerão apesar da ajuda dos EUA a Israel.

David Elmescany

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Next Post

Diante da escassez de carne no mundo alternativas não animais são bem-vindas

qua maio 13 , 2020
De hambúrgueres impressos em celulose a bifes cultivados em laboratório, essas startups israelenses estão desenvolvendo alternativas à carne para o consumo diário. Durante anos, o setor de tecnologia de alimentos atraiu muita atenção e, mesmo assim, pouco tem a ver com o que colocamos em nossos pratos diariamente. Mas, graças […]