Tensões em Jerusalém 

Já na primeira noite do Ramadã, as tensões aumentaram na Cidade Velha de Jerusalém, com quatro pessoas presas em um motim no Portão de Damasco depois de atirar pedras e objetos contra a polícia e fazer ligações incitando a violência. E

Nos 29 dias que faltam até ao final do mês, as forças de segurança permanecerão em alerta máximo para impedir qualquer escalada, e a pessoa responsável pelas forças de segurança num ponto tão explosivo é o Superintendente Nati Gur, o comandante que controla a Cidade Velha.

Este é o terceiro ano em que ocupa uma das posições mais stressantes na polícia israelense, mas numa entrevista com a Ynet expressou a sua confiança: “Sabemos como responder a qualquer incidente”.

Acompanhamos o Comandante Gur no início de um mês sensível, cheio de eventos religiosos – durante o Ramadão muçulmano, os judeus celebram a Páscoa e os cristãos também – que começou à sombra de uma onda de terror com três ataques a Israel. Na entrevista, Gur alertou para uma falta de políciais, mas prometeu: “Estamos preparados para todos os cenários, mesmo os piores.

Tensões em Jerusalém
Nati Gur, o chefe de polícia israelense encarregado de guardar o Monte do Templo. (ynet )

“Dizer que o terreno é como um barril de explosivos prestes a explodir é um exagero, mas definitivamente estamos diante de um evento desafiador”, diz ele, tentando tranquilizá-lo. “Existem policiais muito qualificados, comandantes muito bons que podem fazer o melhor trabalho, com prontidão operacional sem precedentes.

Booking.com

A combinação de todos esses ingredientes nos ajudará a passar por esse período com segurança. Estávamos nos preparando para cenários de ataque extremos.” motins, revoltas e eventos em vários lugares simultaneamente. Sabemos como responder, temos forças suficientemente e treinadas, e espero que não tenhamos que usar, mas se acontecer também sabemos como responder a eventos como este ,” ele adicionou.

Confronto armado sem aviso prévio

Após as duas últimas semanas, o medo de ataques aumentou, mas Gur explica que, para ele, a ameaça de ataques está sempre na agenda. “Em março, sofremos dois ataques na Cidade Velha, às portas do Monte do Templo. A ameaça é muito significativa. Também vimos isso nas últimas semanas. É preciso se preparar bem para o Ramadã”, e ao mesmo tempo, aponta que a polícia aprendeu lições com a escalada em Gaza em maio do ano passado.

O comandante referiu-se também à subida ao Monte do Templo do membro do Knesset Itamar Ben-Gvir (Sionismo Religioso), na quinta-feira, que terminou pacificamente apesar das preocupações. “É preciso mostrar muita responsabilidade. Todos compreendem a situação, o tempo, a complexidade deste período.

Continuo a dizer que, juntamente com o fato de tentarmos manter o culto de uma boa forma em todas as religiões, temos também de olhar para os aspectos operacionais. Há avaliações constantes da situação por parte da sede da polícia, com ênfase no que está a acontecer em torno do Monte do Templo. A ação de Ben-Gvir teve lugar após uma avaliação prudente e depois de todas as coisas terem sido examinadas, e esta foi, em última análise, a melhor decisão operacional que pensámos que poderia ser tomada na altura”

Ajude na manutenção do site doando qualquer quantia para o PIX – [email protected].

Outra frente para a polícia é a propagação de informações falsas nas redes sociais, o que se tornou um fator importante. “Estamos a lidar com muitas informações falsas provenientes de pessoas que querem incitar e dar informações que não são verdadeiras e não reflectem a realidade do que está a acontecer no Monte do Templo. Criámos uma task force que sabe como responder e lidar conscientemente com os acontecimentos e dar uma resposta no momento certo antes que as coisas se espalhem”.

Você Sente que tem mão-de-obra e equipamento suficientes para lidar com todos os cenários?
-Sinto que o distrito de Jerusalém e toda a polícia em Israel estão bem preparados para o Ramadã. Espero que tenha lugar num ambiente festivo, o que é bom para todos, e que todos o desfrutem. No entanto, saberemos como responder a qualquer acontecimento que ocorra no nosso sector.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.