Turquia afirma ter frustrado ataque iraniano a ex-embaixador de Israel

Turquia afirma ter frustrado ataque iraniano

A inteligência turca revelou detalhes de operações recentes para impedir ataques a alvos israelenses em Istambul, incluindo um ex-embaixador israelense na Turquia.

O relatório turco afirma que uma tentativa de sequestrar o diplomata e sua esposa enquanto eles estavam hospedados em um hotel na cidade foi frustrada na sexta-feira passada. A imprensa turca, citando fontes locais de inteligência, informou que a polícia prendeu oito pessoas, incluindo cidadãos iranianos e colaboradores locais, em um hotel em Istambul e em três apartamentos próximos.

Os detidos faziam parte de duas células terroristas diferentes. Eles eram membros do serviço de inteligência iraniano e da Guarda Revolucionária que se passavam por estudantes, empresários e turistas. O relatório sustenta que o ataque foi frustrado em sua fase de planejamento e que o Mossad, o serviço de inteligência israelense, ficou encarregado de garantir o retorno a Israel de todos aqueles que foram identificados como alvo dos terroristas.

LEIA MAIS
Hostilidades entre Israel e Irã estão em um ponto crítico
Vacinas contagiosas que se espalham por conta própria podem estar a caminho
Terremoto no Afeganistão mata pelo menos 1000 pessoas

O Mossad considera o desmantelamento desta série de ataques um grande sucesso operacional. Na semana passada, fontes de inteligência israelenses apontaram Hussein Taib, chefe da organização de inteligência da Guarda Revolucionária, como responsável por “promover ataques contra israelenses inocentes na Turquia”. Minutos depois que a Turquia expôs o fracasso desses ataques, a televisão iraniana informou que Taib havia sido demitido de seu cargo após 13 anos de serviço.

Taib Irã
Turquia afirma ter frustrado ataque iraniano

O anúncio turco ocorre na véspera da viagem que Yair Lapid, ministro das Relações Exteriores de Israel e provável primeiro-ministro de transição a partir da próxima semana, começou nesta quinta-feira a Ancara, capital da Turquia.

Além da operação detalhada de sexta-feira, durante a semana passada, o pessoal de segurança turco e israelense realizou uma operação sem precedentes em Istambul para frustrar as tentativas iranianas de matar e sequestrar turistas israelenses. Fontes importantes de Jerusalém alertaram no sábado que os esquadrões, formados por iranianos e turcos recrutados pela Guarda Revolucionária, foram instruídos a assassinar israelenses a todo custo.

avião lapidado
Turquia afirma ter frustrado ataque iraniano

Os temores de um ataque iraniano a alvos israelenses aumentaram acentuadamente nas últimas semanas após a morte de Hassan Sayad Khodaei, morto por homens armados em Teerã, em um ataque que o Irã atribuiu a Israel e pelo qual prometeu vingança. Nos dias seguintes, uma série de mortes misteriosas de cientistas e membros da Guarda Revolucionária foram relatadas, também atribuídas à inteligência israelense.

Nosso grupo de Notícias clique aqui
O melhor curso de Inglês clique AQUI 👈

Um tribunal no Irã decidiu que o governo dos EUA deve pagar US$ 4 bilhões em indenização às famílias de cientistas nucleares iranianos mortos nos últimos anos. A decisão, em grande parte simbólica, reflete a escalada das tensões entre o Irã e o Ocidente no contexto do impasse nas negociações para restaurar o acordo que regula a atividade nuclear iraniana, no contexto da disputa entre Jerusalém e Teerã.