Um forte terremoto abalará Israel nos próximos anos

Um grupo de cientistas, liderado por pesquisadores da Universidade de Tel Aviv, analisou a história dos movimentos sísmicos na região e acredita que o terremoto será de 6,5 graus e “causará muitas mortes”.

Um estudo realizado no fundo do Mar Morto revelou que um terremoto devastador com uma magnitude de 6,5 deve atingir Israel nos próximos anos.

Segundo a pesquisa, liderada por especialistas da Universidade de Tel Aviv, desastres dessa magnitude ocorrem na Terra de Israel a cada 130 ou 150 anos, mas houve casos na história em que ocorreram com algumas décadas de diferença.

O local onde a investigação foi realizada no Mar Morto.  (Universidade de Tel Aviv)

O último terremoto de magnitude 6,5 foi sentido no Vale do Rift em 1927, quando centenas de pessoas ficaram feridas em Amã, Jerusalém, Belém e até Jafa.


Curso de Hebraico Moderno CLIQUE AQUI

Siga Viva Israel no Instagram e facebook

Inscreva-se em nosso canal no YOUTUBE e fique por dentro de tudo que acontece em Israel!


 

Agora, de acordo com os resultados do estudo, os pesquisadores alertaram que é muito provável que outro terremoto ocorra nos próximos anos ou décadas.

A pesquisa foi liderada por uma equipe internacional de especialistas, como o professor Shmuel Marco, diretor da Porter College of Environmental and Earth Sciences da Universidade de Tel Aviv, e seus colegas, Dr. Yin Lu, do mesmo departamento, Professor Amotz Agnon, do Instituto de Ciências da Terra da Universidade Hebraica de Jerusalém, Dr. Nicholas Waldman da Universidade de Haifa, Dr. Nadav Wetzler, do Serviço Geológico, e Dr. Glenn Biasi, do American Geological Survey.

Os resultados da pesquisa foram publicados na prestigiada revista Science Advances.

Professor Marco disse: “De acordo com o último terremoto, que é o melhor exemplo que temos, cerca de 250 pessoas morreram em Jerusalém, Belém, Hamã e Jericó”.

Mas desde então, 100 anos depois, a população quase triplicou, então o número de vítimas e a destruição serão significativos. A infraestrutura e a moradia sofrerão sérios danos. Ou seja, haverão muitas mortes.”

terremoto
Pesquisadores afirmam que um forte terremoto logo atingirá Israel. 

Como parte do estudo, a equipe de pesquisa foi assistida por uma organização internacional chamada ICDP, que realiza perfuração profunda em lagos ao redor do mundo para estudar o clima antigo da Terra e outras mudanças que ocorrem no meio ambiente.

Em 2010, a plataforma foi colocada no centro do Mar Morto e começou a perfurar a uma profundidade de centenas de metros, o que permitiu uma análise de cerca de 220.000 anos de geologia do Mar Morto, o maior registro do gênero no mundo.

O professor Marco explicou que como o Mar Morto é o lugar mais baixo da Terra, a cada inverno, a água das inundações que deságuam no local carrega consigo inundações, que se acumulam no fundo do lago nas diferentes camadas.

R$ 100 off em Smartphones Nokia

Até 20% off em Mochilas, Bolsas e Carteiras de grandes marcas (Blueman, Farm, Lacoste,Jansport e mais)

Uma camada escura de aproximadamente um milímetro que representa a inundação de inverno, outra clara de aproximadamente um milímetro que mostra o aumento da evaporação da água durante o verão, e cada uma dessas duas camadas representa um ano diferente.

Usando equações físicas e modelos computadorizados que os pesquisadores desenvolveram especificamente para este estudo, eles foram capazes de reconstruir a partir do registro geológico a história dos terremotos.

terremoto
Prof. Shmuel Marco. (Universidade de Tel Aviv)

Uma análise dos achados mostra que a frequência de terremotos no Vale do Rift não é constante. Houveram períodos de milhares de anos com mais atividade tectônica e milhares de anos com menos.

Além disso, os pesquisadores descobriram que houve uma subestimação significativa da frequência de terremotos em Israel.

Leia mais:

Se até agora os pesquisadores pensavam que o Vale do Rift (uma fratura geológica que inclui a África, o Mar Vermelho e o Vale do Jordão) tremia a uma intensidade de 7,5 a cada 10.000 anos, em média, agora acontece que terremotos mortais são muito mais frequentes, com um ciclo médio variando de 1.300 a 1.400 anos.

Os pesquisadores estimam que o último terremoto dessa magnitude abalou a área em 1.033, ou seja, há quase mil anos. Isso significa que nos próximos séculos outro terremoto de magnitude de 7,5, ou até mesmo maior potência, é esperado.

Em contraste, os pesquisadores descobriram que terremotos de magnitude 6,5 ocorrem em nossa área, em média, a cada 130 ou 150 anos, mas a frequência varia, já que também descobriram que, em alguns casos, terremotos poderosos ocorreram com algumas décadas de intervalo.”Eu não quero assustar”, disse o professor Marco, “mas estamos vivendo em um período tectônico ativo”.

O registro geológico não mente e haverá um grande terremoto em Israel. Claro, não temos como prever exatamente quando a terra tremerá sob nossos pés, mas infelizmente posso dizer que nos próximos anos ocorrerá um terremoto que causará centenas de vítimas, pode ser em dez anos ou décadas, mas também pode acontecer na próxima semana e devemos nos preparar para isso”, concluiu.

Clique aqui e ajude a manter nosso site no ar.

Inscreva-se em nosso canal no YOUTUBE e fique por dentro de tudo que acontece em Israel!

David Elmescany

One thought on “Um forte terremoto abalará Israel nos próximos anos

  1. No dia que os profetas Elias e Moisés estiverem frente a frente com o anti cristo 666
    Uma batalha sangrenta vai ocorrer em Israel,
    Elias e Moisés serão mortos e ficarão expostos debaixo de 3 dias de chuva no meio da rua,,
    Após 3 anos sem nenhuma gota de chuva no planeta terra,
    A população israelense vai comemorar apenas 3 dias de chuva,,,
    e no 3° dia o terremoto vai atingir Israel….
    AGUARDEM!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Next Post

Israel está se aproximando de 400.000 casos de COVID-19 desde o início da pandemia

dom dez 27 , 2020
2:30 horas antes do início do terceiro lockdown nacional de Israel, às 17h (horário israelense) deste domingo, o Ministério da Saúde divulgou dados mostrando que a taxa positiva de testes de coronavírus de Israel ainda está acima de 4%. No sábado, 2.630 israelenses testaram positivo para coronavírus, um número relativamente […]